Seplag emite nota sobre negociação com policiais civis

O Governo de Alagoas não considera o movimento grevista dos policiais civis como uma decisão assertiva, ao tempo em que reitera que considera como muito prejudicial para o povo alagoano a interrupção de um canal de diálogo, com a perspectiva de deflagração de um movimento grevista que só trará danos para toda a sociedade.
Vale ressaltar que mesmo em meio a uma crise financeira no Estado e em todo o País, o Governo de Alagoas se destaca e propõe sugestões aos policiais civis, assim como luta para trazer mais avanços a todos os outros servidores estaduais.
No mês de setembro, durante a Mesa de Negociação Permanente do Governo, a Secretaria do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) apresentou uma proposta de reajuste do piso salarial à categoria. O Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) da categoria também foi construído, assim como os policiais civis foram contemplados com o IPCA em 2015. A concessão das progressões e o pagamento de retroativos também foram outras conquistas cedidas aos policiais civis; além de incrementos em subsídios, chegando a elevar em até 51% o salário de alguns servidores da categoria.
Além disso, de janeiro de 2015 a maio de 2016, a folha da categoria teve um acréscimo de mais de 25% e a possibilidade de convocação da reserva técnica da Polícia Civil também vem sendo avaliada pelo Governo de Alagoas.
A valorização do servidor público tem sido prioridade na gestão Renan Filho. Toda a equipe do Estado tem demonstrado boa vontade em construir propostas de forma pacífica, acessível e responsável, não só aos policiais civis, mas a todos os servidores públicos alagoanos.
O Estado lamenta caso a categoria decida deflagrar a greve, uma vez que foram apresentadas propostas pelo Governo que, lamentavelmente, não foram aceitas pela categoria.
Fonte: Ascom/Seplag

Veja Mais

1 comentário

  • CARLOS JÚNIOR says:

    INFELIZES PALAVRAS DE UMA PESSOA COMISSIONADA. POLICIAIS CIVIS SÃO SERVIDORES EFETIVOS, O IPCA FICOU LONGE DO PERCENTUAL DA INFLAÇÃO ANUAL E NÃO SE TRATA DE UMA VALORIZAÇÃO DE FORMA ALGUMA, É OBRIGAÇÃO DO ESTADO PARA QUE OS SERVIDORES NÃO PERCAM O PODER DE COMPRA. OUTRA COISA, POLICIAIS CIVIS SÃO DE CURSO SUPERIOR, O QUE O ESTADO NÃO RECONHECE COMO PISO SALARIAL PARA A CLASSE. O QUE ESPANTA SÃO ESTAS DECLARAÇÕES DESTE CIDADÃO. A PRÓPRIA POPULAÇÃO SABE DA SITUAÇÃO ATUAL POLÍTICA NO PAIS E AINDA MAIS NO NOSSO ESTADO. SUGIRO AO SENHOR COMISSIONADO QUE VISITE DELEGACIAS DO INTERIOR DO ESTADO, AÍ SIM, VERÁS A SITUAÇÃO DE PENÚRIA DOS SERVIDORES ESTADUAIS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações