Educação


Rede municipal discute ensino de jovens, adultos e idosos

Ascom / SemedRede municipal discute ensino de jovens, adultos e idosos

Rede municipal discute ensino de jovens, adultos e idosos

O atendimento aos jovens, adultos e idosos que não tiveram a oportunidade de concluir o Ensino Fundamental na idade adequada foi pauta de reunião, na última quinta-feira (16), com a Coordenadoria Geral de Educação de Jovens, Adultos e Idosos (CGEJAI). O encontro ocorreu na Diretoria de Gestão Educacional  da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A coordenadora do CGEJAI, Maria Silvia da Costa, disse que as Escolas Gastone Lúcia de Carvalho Beltrão, localizada no Residencial Jardim Royal II, na Cidade Universitária, e Natalina Costa Cavalcante, no Tabuleiro, estão abrindo matrículas nessa modalidade de ensino para o primeiro segmento e as escolas Neide França no bairro de Saúde e Maria José Carrascosa, no Poço, estão reabrindo também suas turmas de Jovens, Adultos e Idosos. “Temos poucas escolas no litoral norte, então nossa preocupação é reabrir Neide França para atender aquela área de Saúde, Pescaria e Ipioca”.

Quanto à Escola Maria José Carrascosa, no bairro do Poço, Silvia informa que a escola foi reformada recentemente e que vai reabrir com turmas da Ejai , 1º e 2º segmentos.

A coordenadora também acrescentou que a Escola Selma Bandeira, no conjunto de mesmo nome, no Benedito Bentes; e a Escola Petrônio Viana, no Conjunto Carminha, também no Benedito Bentes, abrirão novas turmas. “Essas escolas se encontram em uma área com elevada concentração populacional e com baixo nível de escolaridade, daí a necessidade de ampliarmos a oferta e o atendimento nessa região”, afirmou a coordenadora.

Ascom / SemedRede municipal discute ensino de jovens, adultos e idosos2

Para a diretora de Gestão Educacional, professora Maria José Bezerra, a determinação da Secretaria é abrir as escolas nos três turnos e atender essa modalidade de ensino. “Estamos fazendo um chamamento nesses bairros, mobilizando a comunidade por meio do nosso setor de comunicação para preencher essas vagas. Queremos chamar a atenção de toda a comunidade e mostrar a importância que esses jovens têm dentro da sala de aula. Esses jovens deixaram a escola por algum motivo e não retornaram. Nosso maior objetivo é resgatá-los, fazer com que eles se sintam acolhidos, que possam estudar e ter conhecimento profissional para que assim possam ter mais oportunidades no mercado de trabalho, ressaltou Maria José Pereira.

Mais informações podem ser obtidas na Coordenadoria Geral de Educação de Jovens, Adultos e Idosos (Ejai) pelo telefone: 3326 – 9611.

Fonte: Ascom / Semed

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>