Cultura


Diteal divulga selecionados na 18ª edição do Teatro Deodoro é o Maior Barato

1O período de inscrições durou um mês. Depois dos trabalhos enviados, chegou a vez de fazer a seleção dos inscritos no projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato. Todo material recebido foi analisado pela equipe jurídica e pela comissão avaliadora. Foram selecionados 20 grupos para se apresentar às quartas-feiras, entre os dias 17 de maio e 11 de outubro, a partir das 19h30, no palco do Teatro Deodoro. A lista dos projetos selecionados pode ser acessada pelo link: http://www.diteal.al.gov.br/lista-dos-projetos-selecionados-na-18a-edicao-do-teatro-deodoro-e-o-maior-barato/.

Primeiro, a coordenadoria jurídica analisou a documentação para a fase de habilitação dos grupos. Depois, a comissão avaliadora, publicada no Diário Oficial do Estado, formada pelos servidores da Diteal Sheila Maluf, Irene Bonan e Alexandre Holanda se reuniu para julgar os projetos de acordo com os critérios estabelecidos no edital.

A lista divulgada hoje é um resultado inicial porque, agora, é aberto o período de recursos, que vai até amanhã. A coordenadoria jurídica tem mais dois dias para analisar e responder aos recursos (quarta e quinta-feira). O modelo de formulário pode ser baixado pelo link http://www.diteal.al.gov.br/formulario-para-recurso-na-18a-edicao-do-teatro-deodoro-e-o-maior-barato/. Na próxima sexta-feira (28-04), será divulgada a lista final dos selecionados no Teatro Deodoro é o Maior Barato, no site da Diteal.

“Foram 71 grupos inscritos entre artes cênicas, sendo teatro e dança, e música. São trabalhos de excelente qualidade. A gente sempre busca diversificar os estilos para contemplar vários públicos”, explicou Alexandre Holanda, gerente artístico e cultural da Diteal e integrante da comissão avaliadora.

“Mais uma vez, nesta 18ª edição, o Teatro é o Maior Barato cumpre a sua missão de difundir e fomentar a produção alagoana e mostrando as várias vertentes da nossa cultura”, acrescentou a diretora presidente da Diteal e integrante da comissão avaliadora.

Esta é a 18ª edição do Teatro Deodoro é o Maior Barato, projeto que tem como objetivo incentivar e fortalecer a produção cultural em Alagoas no palco mais tradicional do estado.

Segue a lista dos projetos selecionados:

1 – Édipo Rei – Tragédias e cenas, Cleyton da Silva Alves, artes cênicas;

2 – Nem morta, Aldinete de Souza Lima, artes cênicas;

3 – Se for pra chorar que seja de alegria, Associação Cultural Alagoa do Sul, artes cênicas;

4 – Sentir, Associação Teatral Joana Gajuru, artes cênicas;

5 – A baratinha Bela e o rato Tito, Francisco Pierre dos Santos Silva, artes cênicas;

6 – Saravá, Trajes Comédia e CIA, dança;

7 – Arretação, Academia de Dança Jeane Rocha, dança;

8 – Raízes, Rodrigo Manolio, dança;

9 – CIA de Noemi Loureiro, Isabela Gonçalves de Souza, dança;

10 – Resgate Crew Hope, Associação de Jovens do Bairro de Fátima, artes cênicas;

11 – Orquestra é o Maior Barato, Orquestra Filarmônica Alagoana, música;

12 – Mel Nascimento Samba Soul, Mel Nascimento, música;

13 – Luizinho Show Solo, Luiz de Assis, música;

14 – Elisa Lemos, Elisa Lemos, música;

15 – Bambolear e sua vitrola mágica, Bambolear, música;

16 – Jurema, Banda Quiçaçá, música;

17 – Favela bomb, Favela Soul, música;

18 – Elas por elas, Oxe vídeos e fotos, música;

19 – Wilma Araújo, Com Buarque, com Afeto, música;

20 – Festival Três por quatro, Bandas Morfina, Yo soy Toño e Jude, música.

Fonte: Assessoria

1 Comentário

  • Que tenhamos pão e circo para alimentar a nossa alma,mas que tenhamos, também, apoio financeiro, para que se possa produzir cada vez mais e melhor nesse Estado de Alagoas.O artista não tem que se preocupar com toda produção, pois existe profissionais em todas as funções na execução de uma produção artística.Por tanto uma produção envolve vários profissionais e não só o espetáculo em si, e sem apoio financeiro fica difícil de se produzir com profissionalismo e de levar a produção alagoana para outros palcos do brasil e do mundo, por que não? Gostaria muito que o Estado de Alagoas fizesse políticas públicas culturais de verdade com transparência, com patrocínio e incentivo, com profissionalismo e sem favorecimentos.

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>