Esporte


Brasil bate os atuais campeões por 3 sets a 1

Seleção brasileira contou com bom desempenho para vencer a Sérvia no encerramento da fase classificatória

FIVB314542_710485_brazilcelebratesthepointduringthematchbythefivbworldleague2017

Encerrar a fase classificatória da Liga Mundial com vitória era tudo que a seleção brasileira masculina de vôlei queria para chegar ainda com mais moral na disputa da Fase Final em casa. Neste domingo (18.06), a equipe dirigida pelo técnico Renan Dal Zotto conseguiu o resultado positivo e, ainda por cima, sobre a Sérvia, atual campeã da competição, por 3 sets a 1 (25/22, 25/16, 17/25 e 25/23), em 1h47, no ginásio Orfeo Superdomo, em Córdoba, na Argentina.

O oposto Wallace foi o maior pontuador da partida, com 19 acertos (17 de ataque, um de bloqueio e um de saque). O central Lucão também contribuiu bem para a vitória do Brasil, com 14 pontos, enquanto o ponteiro Lucarelli marcou 12 vezes. Outro destaque da seleção brasileira ficou por conta do central Maurício Souza, que marcou 11 pontos, sendo seis deles no fundamento saque.

Satisfeito com o resultado, o oposto do Brasil comemorou, mas destacou que é preciso que a seleção ganhe ainda mais entrosamento para a Fase Final da Liga Mundial.

“Estou só há uma semana com a equipe que vem jogando. Querendo ou não, por mais que estejamos juntos há alguns anos, é diferente. É preciso pegar novamente o entrosamento e a cada dia que passa vamos melhorando. Temos que comemorar essa vitória. Agora teremos alguns dias de treinos para tentar melhorar ainda mais e chegar 100% na Fase Final”, disse Wallace, que esteve fora das duas primeiras etapas da Liga Mundial depois de ser pai.

O Brasil encerrou a fase classificatória da Liga Mundial com seis vitórias e três resultados negativos. Na estreia, a equipe foi superada pela Polônia, atual campeã mundial, por 3 sets a 2. Na sequência, ainda na etapa de Pesaro, na Itália, venceu o Irã e a Itália, ambos por 3 sets a 1.

Na segunda semana, em Varna, na Bulgária, derrotou o Canadá e a Polônia, também por 3 a 1, e acabou superado pelos donos da casa pelo mesmo placar na última partida antes da mudança de sede.

Na última etapa da fase de classificação, em Córdoba, na Argentina, a seleção brasileira estreou com vitória sobre a Bulgária por 3 sets a 0, foi superado pelo time da casa por 3 a 1, e bateu a Sérvia também por 3 a 1.

Após a etapa da Argentina, a última da fase classificatória, a seleção brasileira segue em preparação final para fazer a Fase Final em casa. Os jogos serão no Estádio Atlético Paranaense, em Curitiba (PR), de 4 a 8 de julho, e os ingressos estão à venda através do site http://www.ingressoscap.com.br/ .

No intervalo até a fase decisiva, onde estarão as seis melhores seleções da Liga Mundial, a equipe brasileira seguirá treinando no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ).

“As duas semanas que teremos de treinamento servirão para ajustarmos muitas coisas e chegarmos bem nessa reta final. Hoje fizemos um bom jogo e todos os jogadores merecem parabéns, pois jogaram muito bem”, concluiu Renan Dal Zotto.

O JOGO

Wallace marcou o primeiro ponto a favor da seleção brasileira. O Brasil ainda abriu três de vantagem em 4/1. A Sérvia reagiu e, no saque de Podrascanin, empatou em 6/6. A equipe brasileira voltou a abrir vantagem em 8/6 e os sérvios voltaram a empatar em 8/8. Com ace de Maurício Souza, a equipe de Renan Dal Zotto marcou 11/9. Lucão pontuou no ataque, fez 15/12, e com ponto de saque, 16/12. A Sérvia voltou a encostar no marcador (15/16) e o Brasil pediu tempo. Os brasileiros abriram vantagem novamente em 19/16. O adversário mais uma vez encostou em 18/19. No bloqueio de Wallace, 23/20 e pedido de tempo da Sérvia. No final do primeiro set, com Wallace, o Brasil fechou em 25/22.

Com ponto de bloqueio de Lucão, a seleção brasileira fez 2/1 logo no começo da parcial. Depois de grande defesa de Maurício Borges, Lucarelli levantou e Wallace pontuou (3/1). A Sérvia deixou tudo igual em 3/3. Com Maurício Borges, 5/3. Em um ataque potente, Wallace marcou 7/4 para a seleção Brasil. Depois, com uma larginha na diagonal curta, Wallace fez 8/5. No bloqueio individual de Bruninho, 10/5 para a seleção brasileira e pedido de tempo do adversário. Com mais um ponto de saque de Maurício Souza, o Brasil foi a 13/7. No bloqueio de Lucão, 14/7. No ace de Souza, 15/7. Com Lucarelli, 16/7. Pedido de tempo sérvio. Na volta, mais um ace de Souza (17/7). Bloqueio de Lucão, 18/7. A vantagem do Brasil esteve em 10 pontos em 22/12. Sem dar muitas chances ao adversário, a seleção brasileira fechou em 25/16.

Ivovic abriu o terceiro set com ponto de saque. Os sérvios ainda estiveram na frente em 4/2. Contando com erros da seleção brasileira, a seleção da Sérvia abriu 6/3. Novamente com Ivovic, o adversário do Brasil marcou 8/5. Quando a Sérvia chegou a 11/6, Renan Dal Zotto pediu tempo. A vantagem sérvia ainda esteve em seis pontos em 14/8. O adversário seguiu melhor em quadra e quando marcou 19/11, o treinador brasileiro parou o jogo mais uma vez com pedido de tempo. Superior em quadra nesta parcial, a seleção sérvia manteve o bom ritmo e venceu por 25/17.

Lucarelli começou o quarto set com um ace. A Sérvia virou e no bloqueio fez 3/1. O Brasil chegou ao ponto de empate em 4/4. A seleção brasileira assumiu o comando do marcador em 6/5. Com Lucão, o Brasil chegou a mais um empate (9/9). A Sérvia abriu dois de vantagem (12/10) e no bloqueio de Maurício Souza, a equipe brasileira empatou em 12/12. O adversário voltou a colocou dois de diferença e no ponto de saque de Maurício Borges, o empate em 14/14. Bruninho bloqueou sozinho e o Brasil assumiu o comando do marcador (15/14). Com ace de Maurício Souza, 17/15. O set esteve igual novamente em 17/17. A reta final da parcial ganhou emoção com mais um empate em 20/20. A seleção brasileira marcou 22/20 e o adversário pediu tempo. No ace de Wallace, 23/20. Novamente com o oposto brasileiro, 25/23.

EQUIPES

BRASIL – Bruno, Wallace, Lucão, Maurício Souza, Lucarelli e Maurício Borges. Líbero – Thales

Entraram – Tiago Brendle, Renan, Evandro, Raphael

Técnico: Renan Dal Zotto

SÉRVIA – Kovacevic, Ivovic, Jovivic, Luburic, Podrascanin e Lisinac. Líbero – Majstorovic

Entraram – Katic, Kujundzic, Buculjevic, Okolic

Técnico: Nikola Grbic

ARBITRAGEM:

1º árbitro – M. Shahmiri (Irã)

2º árbitro – K. Cull (Estados Unidos)

LIGA MUNDIAL

Primeira etapa

SEXTA-FEIRA (02.06) – Brasil 2 x 3 Polônia, na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália (20/25, 25/20, 25/19, 22/25 e 8/15)

SÁBADO (03.06) – Brasil 3 x 1 Irã, na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália (21/25, 25/19, 25/22 e 25/22)

DOMINGO (04.06) – Brasil 3 x 1 Itália, na Adriatic Arena, em Pesaro, na Itália (25/15, 17/25, 25/23 e 25/22)

Segunda etapa

SEXTA-FEIRA (09.06) – Brasil 3 x 1 Canadá, no Palace of Culture and Sports, em Varna, na Bulgária (23/25, 25/20, 25/22 e 25/23)

SÁBADO (10.06) – Brasil 3 x 1 Polônia, no Palace of Culture and Sports, em Varna, na Bulgária (25/21, 25/20, 17/25 e 25/19)

DOMINGO (11.06) – Brasil 1 x 3 Bulgária, no Palace of Culture and Sports, em Varna, na Bulgária (22/25, 19/25, 25/23 e 19/25)

Terceira etapa

SEXTA-FEIRA (16.06) – Brasil 3 x 0 Bulgária, no Orfeo Superdomo, em Córdoba, na Argentina (25/15, 25/19 e 25/22)

SÁBADO (17.06) – Brasil 1 x 3 Argentina, no Orfeo Superdomo, em Córdoba, na Argentina (25/19, 21/25, 22/25 e 19/25)

DOMINGO (18.06) – Brasil 3 x 1 Sérvia, no Orfeo Superdomo, em Córdoba, na Argentina (25/22, 25/16, 17/25 e 25/23)

Fonte: CBV

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>