Sertão


Servidores públicos de Monteirópolis anunciam paralisação para cobrar salários atrasados

Cortesia ao Alagoas24HorasAssembleia realizada nesta segunda-feira (16), por servidores de Monteirópolis

Assembleia realizada nesta segunda-feira (16), por servidores de Monteirópolis

Com os salários do mês de setembro atrasados há mais de dez dias, os servidores públicos concursados do município de Monteirópolis, Sertão alagoano, decidiram realizar uma paralisação de advertência de três dias ainda esta semana. Os manifestantes disseram que caso não tenham resposta da prefeitura irão deflagrar greve por tempo indeterminado.

A decisão foi tomada na tarde desta segunda-feira (16), em assembleia realizada por servidores da educação, na câmara de vereadores da cidade. As atividades serão paralisadas nas próximas quinta, sexta e segunda-feira (19, 20 e 23 de outubro). E caso não tenham resposta, um ato está sendo organizado para o dia seguinte, 24, em frente a sede da prefeitura.

De acordo com a liderança do movimento, servidores de todas as áreas estão com o salário atrasado. É deles também a informação que servidores contratados enfrentam essa situação há pelo menos três meses, e que no último mês pelo menos 50 foram demitidos, comprovando uma das queixas dos servidores,  o inchaço na folha salarial do município.

Cortesia ao Alagoas24HorasAssembleia realizada nesta segunda-feira (16), por servidores de Monteirópolis

Assembleia realizada nesta segunda-feira (16), por servidores de Monteirópolis

Os servidores informaram ainda que várias tentativas de contato foram feitas com o prefeito Mailson Mendonça (PR), mas a única justificativa apresentada por ele é de que o município não tem dinheiro, o que é contestado por eles já que o município teria recebido mais de R$ 420 mil de recursos no mês de setembro e quase R$ 124 mil, só nos primeiros 15 dias de outubro.

 A reportagem do Alagoas24Horas também tentou falar com o gestor ou algum representante, mas não conseguiu. As informações são de que ele está em Brasília. 

Olho D’Água do Casado

Reprodução / Radar 89Protesto realizado por servidores de Olho D'Água do Casado

Protesto realizado por servidores de Olho D’Água do Casado

Situação semelhante a dos servidores de Monteirópolis é a dos servidores de Olho D’Água do Casado, que realizaram ontem (16) um protesto em frente ao órgão municipal, reivindicando o pagamento do salário do mês de setembro que está atrasado desde o último dia 6.

O prefeito da cidade, José dos Santos, conhecido como Zé de Emater (PT), em entrevista a uma rádio local, reconheceu a situação e disse que “está trabalhando para solucionar o problema” e culpa o “difícil momento econômico que todo o Brasil vive” pelo atraso.

O gestor disse ainda que o orçamento municipal foi organizado de forma a “não deixar sobras”, mas que, com a queda de mais de 50% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o controle orçamentário foi afetado.

Zé de Emater garantiu que medidas como o corte de custos com gratificações, diminuição de gastos com combustíveis e transporte, e dispensa de contratados estão sendo adotadas e que a partir de outubro as contas deverão ser reequilibradas. De acordo com ele o pagamento está sendo feito de forma gradual e que áreas como saúde e educação já receberam o pagamento e que servidores da área administrativa do município terão os salários regularizados nos próximos dias.

Essa situação foi denunciada por leitores do Alagoas24Horas através das redes sociais. Envie também sua sugestão para o nosso Whatsapp, pelo número 9.8802-5031 ou pelo nosso Facebook.


Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>