Brasil


Dono de padaria tem ataque de fúria e atira em funcionário que foi desligar ‘gato’ no Pará

Operário da empresa Celpa é atingido por três tiros Foto: Reprodução

Operário da empresa Celpa é atingido por três tiros Foto: Reprodução

O dono de um padaria do bairro do Guamá, em Belém, no Pará, disparou quatro tiros e acertou três em um funcionário de uma empresa terceirizada da Rede Celpa, concessionária fornecedora de energia. O ataque de fúria do homem, de 37 anos, foi registrado em vídeo por um operário da equipe e publicado nas redes sociais.

Ao saber que a ligação clandestina de energia, popularmente conhecida como gatom seria desligada, o comerciante discutiu com os funcionários, foi para o interior da padaria e voltou com arma em punho e deu cinco tiros nos funcionários. O vídeo, postado na página “Comendador Ananindeua” já tem mais de 110 mil visualizações.

Segundo o delegado Daniel Castro, da Seccional do Guamá, o dono da padaria disparou cinco vezes contra a equipe, mas um dos disparo falhou. Três dos quatro tiros atingiram um dos operários, todos na região do abdômen. O homem teve perfurações no rim e precisou passar por cirurgia.

Em nota, Celpa informou que o estado de saúde do funcionário é estável e que ele não corre risco de morrer. De acordo com o delegado, o comerciante vai responder por tentativa de homicídio.

O comerciante está foragido. Segundo o delegado, o advogado do suspeito entrou em contato com a polícia e disse que ele vai se apresentar, mas não especificou a data. Mesmo assim, de acordo com Daniel Castro, as buscas continuam. Nesta terça-feira, duas informações sobre o paradeiro dele foram repassadas para o Disque-Denúncia, mas o comerciante não foi encontrado.

Veja aqui o vídeo

 

Fonte: Extra

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>