Maceió


Rede Acolhe: Procura de dependentes químicos por acolhimento cresce 13,5% em 2017

Aumento foi registrado no atendimento dos dois Centro de Acolhimentos, em Maceió e Arapiraca

Ascom / SeprevAnjos da Paz

Anjos da Paz

Consolidada em Alagoas e conhecida, sobretudo, pelo seu público-alvo, a Rede Acolhe – coordenada pela Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) – vem aumentando o seus índices de atendimento a cada ano que passa. Durante 2017, a procura pelos serviços ofertados aumentou em 13,5% se comparado ao ano anterior, chegando a alcançar diretamente 6.492 pessoas.

Os números, coletados pelas equipes de triagem dos dois Centros de Acolhimento – em Maceió e Arapiraca, apontam ainda que, durante todo o ano, 3.697 pessoas com dependência química foram encaminhadas para uma das 37 comunidades acolhedoras espalhadas por todo o estado e credenciadas na Rede Acolhe.

Segundo a superintendente de Políticas sobre Drogas da Seprev, Lideilma Alves, o alto número de atendimentos nos dois Centros de Acolhimento representam a força da Rede e a aproximação com a população. “Passamos o ano todo realizando ações junto às comunidades, em Maceió e no interior, fazendo com que todos conheçam os serviços da Rede e que saibam onde procurar ajuda em caso de dependência química”, disse.

Ainda de acordo com os dados levantados pela Rede Acolhe, em 2017 foram acolhidos 3.117 homens adultos, 157 mulheres adultas, 329 adolescentes do sexo masculino e 90 do sexo feminino.

Para a titular da Seprev, Esvalda Bittencourt, os resultados alcançados durante este ano só reforçam ainda mais a necessidade da Rede Acolhe, que vem beneficiando muitos alagoanos que precisam de ajuda para se afastar do mundo das drogas.

Ascom / SeprevAnjos da Paz

Anjos da Paz

“Antes deste programa existir, Alagoas tinha um cenário muito ruim quanto ao tratamento da dependência química. Pessoas eram acorrentadas para não saírem de casa para consumirem as drogas. Hoje, graças ao Governo do Estado, não existe mais isso. Vamos trabalhar para ampliar ainda mais esta quebra de paradigmas em 2018”, garantiu Esvalda Bittencourt.

A Rede Acolhe conta ainda com o auxílio dos Anjos da Paz, formados por psicólogos e assistentes sociais, que realizam visitas domiciliares e busca ativa para acolher dependentes químicos. Quem tiver interesse em ser acolhido, ou receber a visita das equipes da Seprev, pode entrar em contato através do call center, ligando no número 0800.280.9390.

Fonte: Ascom / Seprev

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>