Maracatu Baque Alagoano prepara apresentação em seu 10° ano de Jaraguá Folia

Grupo fará afinação de instrumentos e ornamentação do Polo dos Maracatus nesta quarta e quinta

DivulgaçãoMBA 1

Dois fatores fazem deste Jaraguá Folia uma ocasião mais especial para o Maracatu Baque Alagoano. A primeira delas é este ser o 10° ano consecutivo que o grupo faz sua apresentação e cortejo pelas ruas do Jaraguá. Resistência que acentua o segundo destaque, que é o fato da prévia carnavalesca cair no dia 02 de fevereiro, data do aniversário do Quebra de Xangô. A partir das 20h, os tambores irão ressoar pela Praça Marcílio Dias no Pólo dos Maracatus, junto com o Coletivo Maracatod@s.

Mas antes da sexta-feira de Jaraguá Folia, é preciso “arrumar a casa”. Nesta quarta-feira (31), terá início a decoração da Praça Marcílio Dias para receber o público dos maracatus. Simultaneamente, os integrantes do Maracatu Baque Alagoano realizam os últimos ajustes na vestimenta e afinação dos instrumentos em sua sede, no Largo dos Poetas, atrás do Mercado do Jaraguá.

“O Jaraguá Folia é a grande data do carnaval de rua de Maceió para os maracatus. Estarmos diante de nossa décima participação neste cortejo nos deixa muito orgulhosos do caminho que percorremos até aqui, especialmente tocando no dia do Quebra de Xangô, mostrando que apesar de toda violência física e simbólica contra a cultura e os costumes Afro em Alagoas, essas manifestações seguem resistindo”, afirmou Heloísa Sapucaia, coordenadora do Baque Alagoano.

Resistência que se traduz na história dos grupos. O Baque Alagoano foi fundado em abril de 2007, sendo o primeiro grupo de maracatu de baque virado a existir em Alagoas desde o Quebra de 1912. O Maracatod@s surgiu em 2012, após um grupo de amigos se inspirar na festa de aniversário de 5 anos do Baque e fundar seu próprio grupo percussivo para aumentar a difusão e a presença do maracatu em Alagoas.

A apresentação no Pólo dos Maracatus é totalmente aberta ao público, sem necessidade de compra de camisas ou abadás. Os dois grupos irão fazer uma apresentação com músicas antes de saírem no tradicional cortejo.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *