Ronda no Bairro encaminha pessoa em situação de rua no Jacintinho

AssessoriaRonda no Bairro realiza trabalho integrado com sesau

Ronda no Bairro realiza trabalho integrado com sesau

Dona Aurilene da Rocha vive há alguns anos embaixo da marquise de um estabelecimento comercial, único caso de pessoa em situação de rua identificado pela Equipe de Articulação e Mobilização Social do Ronda no Bairro na área comercial do Jacintinho, perímetro coberto pelo patrulhamento de proximidade do programa. Na tarde de sexta-feira (23), a equipe encaminhou o caso para o programa Consultório na Rua, durante uma ação em conjunto com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

“Esse é um dos grandes diferenciais do Ronda, que, além das ações operacionais inerentes à atividade policial, rende atenção a cidadãos em situações de vulnerabilidade social. Articular para que essas pessoas tenham acesso a serviços públicos e programas sociais é uma das nossas tarefas, e levar cidadania para elas é recompensador”, ressaltou a psicóloga do programa, Áurea Vasconcelos.

A equipe social do Ronda, também composta por uma assistente social e uma cientista social, é responsável pelo reconhecimento e encaminhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade social aos órgãos estaduais e municipais competentes, além de articular e promover intervenções culturais em espaços de convivência mútua.

Após uma avaliação e coleta de dados foi providenciado o Cartão SUS da senhora visitada, documento que possibilita o acesso aos procedimentos e serviços públicos de saúde no Sistema Único de Saúde (SUS). Na próxima semana, em decorrência do encaminhamento, Dona Aurilene irá ser examinada por médicos e enfermeiros do Consultório na Rua.

O programa

60 policiais militares da reserva e da ativa atuam na área comercial do Jacintinho em dois turnos de serviço. As patrulhas realizam rondas a pé, de moto e de bicicleta. E todas as abordagens realizadas pelas patrulhas devem ser filmadas e armazenadas num servidor do Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec).

O Decreto de Nº 57.008, de 2 de janeiro de 2018, instituiu o Programa Ronda no Bairro e os militares voluntários executarão suas funções em seu período de folga, concorrendo a oito serviços, em concordância com a Lei Estadual Nº 7.952, de 12 de dezembro de 2017, referente ao Serviço Voluntário Remunerado (SVR) de oito horas.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

1 comentário

  • Aline says:

    Parabéns à gestão do programa e às equipes que realizam esse serviços fundamental a pessoas que estão em total vulnerabilidade. Além de dever do Estado é uma ação de humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *