Polícia


Após assalto, bandido usa aplicativo de mensagens para ameaçar estudantes

ReproduçãoPrint da conversa no grupo

Print da conversa no grupo

Com altos índices de criminalidade e violência, a bandidagem em Alagoas está cada vez mais ousada. Na noite desta terça-feira (15), após roubar o celular de uma estudante do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), um bandido usou um aplicativo de troca de mensagens para fazer ameças a outros estudantes da instituição.

O caso começou na noite da última segunda-feira (14), quando duas alunas do Ifal – que tiveram as identidades preservadas – saiam da aula e uma delas teve o celular roubado por um homem numa bicicleta vermelha, na rua Barão de Atalaia, próximo ao viaduto do Poço.

De acordo com testemunhas, ele estava armado na hora do crime, mas a vítima não quis fazer boletim de ocorrências. Na noite do dia seguinte, o bandido, utilizando o telefone roubado, ameaçou outros estudantes, em um grupo no aplicativo whatsapp, que era usado para compartilhar informações sobre aulas e trabalhos.

O homem, que se intitulou de “bandido da bicicleta vermelha”, além de mudar a foto de perfil da estudante roubada, modificou também a foto (pela imagem de uma bicicleta vermelha) e o nome do grupo para “Os medrosos da bicicleta” e aproveitou para fazer ameaçar a outros estudantes, dizendo que iria cometer mais crimes, no mesmo local onde as primeiras vítimas foram assaltadas.

Em conversa com o Alagoas24Horas, uma estudante que faz parte desse grupo explicou que ninguém havia lembrado de retirar o número da aluna roubada e que inclusive não têm conseguido contato com ela, desde que o crime aconteceu. “Isso aconteceu na segunda-feira a noite, ela não foi pra aula ontem quando aconteceu isso. Mas agora está todo mundo com medo. Na hora, ninguém lembrou de retirar o número, aí ele fez isso”, explicou.

Ainda de acordo com a jovem, outros casos de assaltos, semelhantes a este, vêm acontecendo na região desde a última semana, e a maioria dos estudantes passou a frequentar as aulas sem os aparelhos.

“Esse mesmo bandido já assaltou outros estudantes. Ele fica sempre na bicicleta, próximo a algum motel e conversando com algum travesti naquela região, até perceber uma vítima fácil. A gente tem evitado sair sozinhos e até mesmo levar o celular para as aulas”, complementou.

A assessoria de comunicação do Ifal disse que a Instituição tomou conhecimento do fato e se manifestou através de nota.. Confira na íntegra:

Nota informativa

A Gestão do IFAL – Campus Maceió recebeu relatos discentes sobre assaltos a alunos da instituição ocorridos recentemente no entorno do campus. Diante dos fatos, a gestão informa que está tomando as providências cabíveis junto à reitoria do IFAL e aos órgãos gestores da Segurança Pública do Estado para elucidar os casos e buscar estratégias para a melhoria da segurança na região. A gestão está tratando a questão com a máxima prioridade visto que a situação atinge frontalmente a comunidade acadêmica, preocupando a todos que fazem parte do campus Maceió. Cabe lembrar a importância do registro dos casos em boletim de ocorrência (B.O.) que oferecem dados para investigação dos assaltos, conforme orientações da Polícia Militar do estado.

A gestão lamenta as ocorrências, ao passo em que ratifica a disposição para o diálogo e para as ações necessárias em prol da segurança no campus e no seu entorno.

Atenciosamente,

Gestão do IFAL/Campus Maceió


Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>