Engenharia Elétrica: curso inovador e pioneiro será ofertado pelo Ifal

IfalCampus Palmeira dos Índios

Campus Palmeira dos Índios

Inovação, credibilidade e pioneirismo são os valores que o Instituto Federal de Alagoas (Ifal) agrega na formação de profissionais que almejam para além do diploma!

Com essa perspectiva, o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Instituição, na manhã desta segunda-feira, 21, aprovou e autorizou o funcionamento do curso de bacharelado em Engenharia Elétrica, no Campus Palmeira dos Índios, já no segundo semestre de 2018.

Pioneiro no Estado, o Ifal é a única instituição pública que ofertará o curso de Engenharia Elétrica com flexibilização para 02 eixos de habilitação no perfil de formação: eletrotécnica e controle de automação, de acordo com o projeto pedagógico aprovado naquela sessão.

Entre outras atividades, o profissional com formação em automação será capaz de projetar equipamentos eletrônicos destinados à automação de linhas de produção industrial. Já o de eletrotécnica, deve planejar e operar sistemas elétricos, projetar e construir usinas, estações, redes de geração de energia e equipamentos dos sistemas de geração, transmissão e distribuição, e ampliar e reparar as redes de alta-tensão.

Além dos componentes curriculares obrigatórios, o itinerário formativo do bacharel em Engenharia Elétrica, no Ifal, contará com estudos sobre engenharia ambiental, engenhara econômica, empreendedorismo e inovação, além da Linguagem de Sinais – Libras, inseridos nos 10 semestres do curso, que comporão o perfil do egresso: compreender e traduzir as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidade, com relação aos problemas tecnológicos, socioeconômicos, gerenciais e organizacionais, bem como a utilizar racionalmente os recursos disponíveis, além de conservar o equilíbrio do ambiente para o desenvolvimento sustentável.

Para o reitor do Ifal e presidente do Cepe, Sérgio Teixeira Costa, a aprovação da oferta do curso de Engenharia Elétrica, “é um marco referencial porque apresenta dimensões formativas inovadoras e atende ao PDI 2014-2018, agregando valores à verticalização do ensino no Instituto e no Campus Palmeira, que já oferta Engenharia Civil”.

A Comissão que elaborou o projeto, explanou na reunião que houve uma consulta ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (CREA-AL), tendo referendado a proposta do curso do Ifal, ratificando o objetivo de contribuir para o atendimento das demandas da sociedade nas diversas áreas de atuação do profissional – empresas cujo foco contempla a geração, a transmissão e a distribuição de energia elétrica, eletrônica industrial e automação industrial, bem como para o desenvolvimento sustentável do Estado e do país.

“O curso que ora aprovamos destaca-se pelo diálogo com os arranjos produtivos culturais, locais e regionais. Além de fomentar a realização de atividades em ambientes de formação para além dos espaços convencionais”, destacou o reitor.

Serão ofertadas 40 vagas e o forma de ingresso será pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação (Mec), que utiliza o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como parâmetro de seleção.

Fonte: IFAL

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *