Deputado estadual acusa prefeito de sequestro e ameaça reação

MPE disse que até o momento não recebeu denúncia sobre o caso.

O deputado estadual Dudu Hollanda se envolveu em mais uma polêmica. Desta vez, o parlamentar afirma, em áudio que circula no WhatsApp, que aguarda um posicionamento do Governo do Estado acerca das ameaças que disse ter recebido do prefeito de Maribondo, Leopoldo Pedrosa, após o suposto sequestro da sua namorada, Meyre Emmanuella de Oliveira Vasconcelos, que é ex-mulher de Pedrosa. No áudio, Hollanda ameaça reagir: “daqui para sexta-feira, se o Estado não agir, eu subo a serra. Vou dar-lhe uma botada lá dentro que nunca Maribondo viu”, disse.

Reprodução/Instagram

Postagem do deputado Dudu Hollanda

O próprio deputado deu publicidade ao fato, ao postar em sua rede social que a namorada havia sido sequestrada a mando de Pedrosa e o acusou de cometer vários crimes. Ele conta que a família estava desesperada sem notícias da vítima e relatou, no áudio, que ela foi agredida e estuprada. “Humilhou a menina, acabou com a menina e mandou um recado pela menina: diga ao seu deputado que não vá na minha cidade não que eu vou matá-lo”.

Em outro trecho do áudio, o parlamentar disse que comunicou o crime ao Governo do Estado e ao Ministério Público e afirma que não tem medo do prefeito. “Mandou um recado para mim que quer me matar. Mas eu não tenho medo dele. Acho que o estado a partir de agora vai agir, nós vamos pegar o bandido”.

O Alagoas 24 horas entrou em contato com o Ministério Público, através da assessoria de comunicação do órgão, e foi informado que até o momento não existe denúncia formal sobre o caso. Já a Secretaria de Segurança Pública informou que o secretário Lima Junior não foi procurado pelo deputado. No entanto, ao tomar conhecimento do fato entrou em contato com o delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, determinando que seja instaurado um inquérito para apurar as denúncias.

Prisão por agressão

Leopoldo Pedrosa foi preso em junho de 2017 por violência doméstica tendo como  vítima a mulher Meyre Emmanuella. A prisão aconteceu em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), desembargador Otávio Leão Praxedes, após ser denunciado por agressão contra a esposa e a sogra.

Leia Mais: Prefeito de Maribondo é preso pela segunda vez pela Polícia Civil

Veja Mais

9 Comentários

  • Alagoano says:

    Por isso que Alagoas está um caos, um deputado que escreve A PARTI, não tem como sobre educação.

  • Solange Santiago says:

    Um caos mesmo, como se não bastasse o “a parti”, tem ainda outra escrita muito mais errada: “estrupada”… Jesus! Deve ser analfabeto, não desmerecendo os analfabetos, pois provavelmente os que os são, não tiveram oportunidade de estudar, mas, um DEPUTADO ESTADUAL… Inadmissível!
    Parece até que no nosso estado não existem problemas que sejam da alçada dos “Deputados”… Briguinha de comadre… Vai subir a serra e dar botada?! Isso é postura de um DEPUTADO?
    Se o outro político de fato cometeu o citado crime, então, deixa a Polícia resolver, que é a autoridade competente para tomar as providências… Isso chega a ser patético. Mas, esses são os políticos do nosso honroso estado.

  • Fernando Albuquerque says:

    Infelizmente num país onde os analfabetos votam num país onde somos obrigados a votar num país que se diz democrático se pode esperar de tudo.

  • Waldir says:

    Que conversa mau contada

  • carlos santos says:

    Esse deputado não merece confiança, ele tá muito calmo para quem denuncia um sequestro, que a namorada foi estuprada, não acredito em nada desse rapaz.

  • Chega says:

    Alagoas está um caos por continuarem elegendo gente desse nível… Não representam ninguém, acham que sua palavra é lei, fazem o que bem querem e continuam recebendo seus 25 mil votos num estado com 2.187.966 eleitores.

  • Carlos Montenegro says:

    É só o deputado dar uma mordida na orelha do sequestrador, e tá tudo resolvido!

  • será hein? says:

    essa estória tá cheirando a chifre queimado….já se adiantou antes da bomba estourar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *