Médico e companheiro foram torturados antes de serem mortos, diz PC

Cortesia

As vítimas foram torturas e assassinadas dentro da própria casa

O médico Antônio Francisco Ribeiro, de 56 anos, e seu companheiro Lourinaldo Alves Ribeiro, de 52, foram torturados antes de serem mortos. A informação foi confirmada pela 7ª Delegacia Regional de Polícia, que já iniciou as investigações sobre o caso.

Segundo a PC, a tese de tortura antes que as vítimas fossem assassinadas se sustenta pelo fato dos corpos terem sido encontrados com as mãos amarradas.

O médico e seu companheiro foram encontrados mortos dentro da residência em que viviam, na Rua São Francisco, situada no Centro Histórico da cidade de Penedo. Populares perceberam a porta da casa das vítimas aberta e acionaram os militares. Ao verificar a denúncia, os policiais encontraram Antônio Francisco e Lourinaldo Alves mortos. Eles foram assassinados a golpes de faca. 

Neste primeiro momento, a Polícia Civil também descartou a possibilidade de latrocínio (roubo seguido de morte) já que nada foi subtraído da casa do médico após o crime. Uma das linhas de investigação é de duplo homicídio. Contudo, ainda não foi divulgado se o crime foi motivado por homofobia ou não.

O delegado Gustavo Xavier, responsável pelas investigações, está em diligência a fim de colher mais informações sobre o caso.

 

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações