Vídeo mostra professor sendo humilhado e agredido em sala de aula no RJ

Imagens que circulam em redes sociais mostram um professor sendo agredido e humilhado na sala de aula do Ciep Municipal Mestre Marçal, em Rio das Ostras, no interior do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (18).

Durante três minutos de filmagem, alunos ofendem o professor, que demonstra calma em todos os momentos.

Um dos adolescentes chega a arremessar uma pochete na direção do professor quando ele escrevia no quadro. O professor questiona se a intenção era atingi-lo e outro aluno responde: “‘Peraí’ que agora vai acertar”.

O aluno chega a fazer ameaças graves quando é questionado por um colega.

“Vai matar o professor, cara? Faz isso não. O cara te dá aula, o cara é maneiro”, diz o colega, que recebe a resposta: “O cara nunca mais vai dar”.

Os vídeos foram filmados por um estudante do colégio enquanto a turma fazia prova.

Em outro momento do vídeo, o mesmo adolescente que arremessou a pochete amassa a prova na frente do professor. O jovem também tenta destruir as provas dos colegas e quando rasga uma folha, o colega debocha: “Aí, professor, acabou a prova!”.

As imagens mostram ainda que um dos jovens chega a empurrar o professor exigindo que a porta ficasse aberta.

A gravação, que foi editada, mostra outro rapaz quebrando o quadro. Durante todo o tempo em que os jovens cometem os delitos, os colegas brincam e estimulam os atos.

O secretário de Educação do município, Maurício Henriques Santana, conversou com a equipe de produção da Inter TV e afirmou que o professor não pediu demissão da escola, como uma funcionária havia dito extraoficialmente. Segundo ele, o educador será transferido para outra turma dentro do próprio Ciep.

Maurício Henriques disse ainda que as famílias dos jovens envolvidos estão sendo chamadas a comparecerem na escola nesta quinta-feira. O Ciep tem 880 alunos e a turma em que ocorreram as agressões é de estudantes do 9º ano.

Por meio de nota enviada pela assessoria de comunicação da prefeitura, a Secretaria de Educação de Rio das Ostras disse que as agressões foram informadas pelo professor à ouvidoria na terça-feira (18).

Segundo o município, o professor relatou que sofria agressões verbais, inclusive de cunho racista, e que a secretaria começou a avaliar as medidas a serem tomadas para dar suporte ao educador.

A nota diz ainda que os alunos envolvidos foram imediatamente suspensos após o episódio e que outras medidas socioeducativas estão sendo analisadas e podem ser tomadas.

“Segundo a direção da escola, a turma é formada por alunos que vieram transferidos de outra unidade de ensino, e muitos deles são indisciplinados. No entanto, ainda não tinham sido registrados episódios como os ocorridos nesta semana”, pontua a nota.

A prefeitura afirma que o professor receberá todo o suporte jurídico e psicológico, e que tomará medidas para que o apoio aos educadores, também na área psicológica, seja ampliado.

Segundo a direção da escola, a turma é formada por alunos que vieram transferidos de outra unidade de ensino, e muitos deles são indisciplinados. No entanto, ainda não tinham sido registrados episódios como os ocorridos nesta semana. O professor receberá todo suporte jurídico e psicológico necessários. A Prefeitura informa, ainda, que tomará medidas para que o apoio aos educadores, também na área psicológica, seja ampliado.

Fonte: G1 RJ

Veja Mais

5 Comentários

  • J Cavalcante says:

    é esse o Brasil que querem para o futuro?

  • adriana says:

    É lamentável, ver uma sena dessas, escola é lugar de aprender e não de vandalizar, esses alunos deveriam ser punidos, e não ficar assim rindo do professor…

  • edu_volpi says:

    essa ai é a geração que o ECA e a politica educacional da esquerda criaram. degenerados que so vão a escola pra se manter em algum programa social ou pra traficar mesmo.

  • ramon says:

    Isso é culpa do excesso de liberdade pregado pelas mídias e pedagogos. Os pais e os professores não tem nenhuma autoridade. Isso que dá não seguir ordens, não ter limites.

    Não é o melhor candidato, mas infelizmente o Brasil precisa de Bol. sonaro

  • Gerson says:

    Suspensos? O que é necessário hoje em dia para que um aluno seja EXPULSO de uma escola? Tem que matar o Diretor? Já são alunos transferidos por indisciplina, ou seja, a coisa já vem de longo tempo sem se tomar providências. Agora eles vão ganhar 10 dias de férias em casa e depois voltar pra escola como se nada tivesse acontecido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações