Renan Calheiros diz ser contra MDB de Temer e que não apoiará Bolsonaro

João Urtiga / Alagoas 24 Horas

O senador e candidato à reeleição Renan Calheiros (MDB) compareceu – juntamente com Renan Filho (MDB) e alguns familiares – para acompanhar a votação do candidato ao Governo do Estado. Durante entrevista, o parlamentar afirmou na manhã deste domingo (7) que continuará apoiando o presidenciável Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições de 2018. O emedebista também explicou que, mesmo que outras lideranças de seu partido apoiem Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno, ele seguirá firme com o petista.

“Eu já estou na campanha junto com Haddad há muito tempo e irei continuar com ele. O MDB é um partido grande e novamente deverá sair das urnas como o maior partido porque ele agrupa diversos pensamentos diferentes. Vamos aguardar as urnas e vamos ver se o partido sairá em uma só corrente. Mas o MDB é o único partido que defende em seu estatuto o livre pensamento”, pontuou.

Renan criticou o atual presidente Michel Temer (MDB) e disse que, apesar de serem do mesmo partido, é totalmente contrário aos posicionamentos do chefe do Executivo Federal.

“Esse MDB não é o meu MDB. Eu sou absolutamente contrário ao MDB do Michel Temer e a tudo que ele representa. O posicionamento dos partidos no segundo turno é inferior ao posicionamento da população, que eu acho que irá decidir de acordo com a proposta que seja mais adequada para o Brasil”, disse.

O senador aproveitou também para divergir das ideias do, também presidenciável, Jair Bolsonaro (PSL) e ressaltou que seu objetivo é de fortalecer a democracia brasileira.

“É importante saber que na festa da democracia, que é a eleição, você tem pensamentos diferentes e eu penso diferente do Bolsonaro, por isso apoio outro candidato. O que nós queremos mesmo é fortalecer a nossa democracia”, finalizou.

Veja Mais

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *