Homem que matou em troca de arma de fogo será levado a júri popular

Segundo denúncia do MP, Geovane Barbosa Silva foi contratado por traficante para matar José Cláudio Silvério dos Santos

Flávia Duarte/Alagoas24horas/ArquivoFórum de Maceió

Fórum de Maceió

O réu Geovane Barbosa Silva, acusado de matar uma pessoa a mando de um traficante, em troca de uma arma de fogo como recompensa, será levado a júri popular na próxima quarta-feira (10), pela 8ª Vara Criminal de Maceió.

A vítima, José Cláudio Silvério dos Santos, foi morta quando saía para trabalhar no dia 6 de julho de 2016. Ele teria sido atraído por duas mulheres até à Rádio Evangélica. Antes mesmo de entrar no local ele foi atingido por vários disparos de arma de fogo.

Ainda de acordo com a denúncia, o crime foi motivado porque durante uma briga entre três mulheres, a vítima teria empurrado a companheira de um traficante enquanto tentava defender uma conhecida, separando uma confusão.

Em seu interrogatório, Geovane Barbosa negou a autoria do crime, afirmou que conhecia a vítima e não tinha nenhum problema com ela. Alegou que no momento em que ocorreu o fato, estava perto de José Cláudio, quando dois homens em uma moto se aproximaram e efetuaram disparos contra o réu e a vítima.

A sessão será conduzida pelo juiz John Silas da Silva na próxima quarta-feira (10), às 13h, no Fórum da Capital, e o réu será julgado pelo crime de homicídio qualificado, cometido supostamente mediante promessa de recompensa e com recurso que dificultou a defesa da vítima.

Matéria referente ao processo nº 0721540-73.2016.8.02.0001

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *