Marinha nega que volumes misteriosos tenham surgido a partir de naufrágios

A Capitania dos Portos garante que não foram registrados sinistros em Alagoas

Cortesia/Biota

Volumes foram encontrados no litoral de Alagoas

A Capitania dos Portos de Alagoas disse, por meio de nota à imprensa, que não há registro de naufrágio ou qualquer acidente com embarcações no Estado, que possam justificar o aparecimento dos volumes misteriosos no litoral.

Inicialmente havia a suspeita de que fossem caixas de couro, contendo algum produto. Muita gente tentou abrir e descobriu se tratar apenas de material superposto. Para o coordenador do Instituto Biota de Conservação, Bruno Stefanis, o material foi registrado como lixo incomum e não possui origem animal. Trata-se de material sintético, de alta elasticidade, a exemplo de látex.

Ainda segundo o Biota, até o momento foram encontrados 70 pacotes deste tipo, em 13 cidades alagoanas: Japaratinga: 10; Maragogi: 8;  Roteiro 3; Jequiá da praia 2; Passo do Camaragibe 4; Paripueira 3; Barra de Santo Antônio 13; Coruripe 2; Maceió 6; Marechal Deodoro 1; Porto de Pedras 7; São Miguel dos Milagres 2; Feliz Deserto 9.

A Marinha explica que ainda não é possível determinar a origem deste material e vai monitorar o aparecimento de novos volumes, assim como o resultado das análises. “A Capitania dos Portos está mantendo contato com o Instituto Biota para acompanhar a evolução da análise do material e outras informações que se possam mostrar relevantes”, diz a nota.

 

 

 

 

Veja Mais

4 Comentários

  • Vania says:

    Gente fiquei bastante assustada quando assisti a uma reportagem sobre isso porque aqui na praia de cumbuco Ceara estao aparecendo esses mesmos blocos emborrachados inclusive ontem avistamos cinco bem proximos uns dos outros isso tem que ser investigado a fundo para ver do que se trata.

  • Luiz says:

    Possivelmente de borracha in natura, em fardos para o processo de fabricação de pneus e derivados, cada um desse pacotes pode pesar até 110 kg em média. Provavelmente proveniente de Singapura ou Outros países Asiáticos. Pode ter caído de algum navio, algum contêiner se abriu quem sabe.

    • Derval says:

      concordo com sua teoria, foi minha primeira impressão. E a rota pode nem ter passado perto de Alagoas e sim ter sido trazida pelas correntes marítimas de muito longe, até porque é um material que boia aparentemente bem. Não vejo maiores motivos de preocupação, só mesmo tirar do mar e descartar corretamente.

  • Andre says:

    Isso e alienigena ……kkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *