Jeniffer Oliveira está assustada após Douglas Sampaio ser inocentado de agressão, diz advogado

Reprodução

Douglas Sampaio foi inocentado pela polícia de acusação de agressão feita por Jeniffer Oliveira

Um dia após o ator Douglas Sampaio ser inocentado na Polícia Civil da acusação de agressão feita pela então namorada, a atriz de “Malhação” Jeniffer Oliveira, de 19 anos, o advogado da jovem afirmou que ela está “assustada, mas confiante de que o Ministério Público terá outro entendimento” do caso.

Após ouvir testemunhas e analisar as câmeras do bar onde Jeniffer afirma ter sido agredida por Douglas na noite do dia 23 de junho, policiais da 16ª DP da Barra da Tijuca concluíram que não há provas de que o ator a agrediu. Cabe agora ao Ministério Público avaliar o caso com base no inquérito policial.

A análise da polícia causou uma reviravolta no caso na última terça-feira. Douglas usou as redes sociais para dizer que havia provado a sua inocência e que a “verdade havia aparecido”.

Já Jeniffer Oliveira, que interpreta a personagem Flora na atual temporada de “Malhação”, recebeu muitas críticas na internet e não quis dar declarações. Ela falou com o EXTRA por meio do seu advogado. A defesa da atriz acredita que a jovem vai conseguir provar na Justiça que foi agredida por Douglas Sampaio.

“A Jeniffer foi vítima e está evidentemente assustada, mas ao mesmo tempo confiante de que o Ministério Público terá outro entendimento do caso”, disse o advogado João Bernardo Kappen, que analisou a conclusão da polícia como “absolutamente equivocada”.

“Acho a conclusão do relatório do delegado um equívoco. Eles fazem menção às testemunhas que prestaram depoimento e que disseram que não viram a agressão. Mas o fato de não terem visto agressão não significa que ela não ocorreu. As testemunhas levadas pelo Douglas não estavam presentes no ambiente em que estavam a Jeniffer e o Douglas. E as duas amigas que estavam no momento em que a Jeniffer foi agredida foram à delegacia e disseram que viram a agressão. É uma conclusão absolutamente equivocada”, afirmou.

Segundo Kappen, há ainda uma queixa crime de injúria contra Douglas no Juizado de Violência Doméstica Familiar, por ele ter supostamente xingado Jeniffer.

“A definição final se houve ou não crime é do Ministério Público. Eu vou conversar com o promotor de Justiça, porque essa sugestão da polícia é um erro”, afirma o advogado.

O inquérito policial afirmou ainda que a atriz terá que responder um processo judicial por denúncia caluniosa, e que a testemunha dela, Ingrid Rodrigues Spada, responderá por falso testemunho.

Reprodução

Jeniffer Oliveira exibiu as marcas da suposta agressão

Na época da denúncia, Jeniffer registrou queixa por lesão corporal com violência doméstica e publicou um texto nas redes sociais relatando que foi agredida por ele durante uma briga causada por ciúmes no bar Coco Mambo, no Recreio, na Zona Oeste do Rio. Ela também havia divulgado imagens de hematomas no braço e no pescoço (veja abaixo), mas não chegou a fazer o exame de corpo de delito, como é indicado em caso de denúncias de agressão.

“Com sua conduta, Jeniffer Oliveira violou a norma prevista do art. 399 do Código Penal, cometendo o delito de denunciação caluniosa contra Douglas Sampaio”, diz o relatório do inquérito obtido com exclusividade pelo EXTRA.

Sete testemunhas que afirmaram que estavam no bar no momento da confusão foram ouvidas no processo e disseram que não presenciaram qualquer agressão por parte do ator. A polícia também analisou as gravações do dia ocorrido e constatou que não houve “qualquer indício de autoria e materialidade do delito de lesão corporal em face de Jeniffer”.

Fonte: Extra

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *