Após quase dez anos, homem é condenado por matar mulher com mais de 30 facadas

Quase dez anos após o crime que tirou a vida de Genilda dos Santos Rodrigues, no município de Igreja Nova, o Conselho de Sentença da Comarca da cidade, condenou José de Souza Filho a 20 anos e três meses de reclusão. O julgamento foi realizado nesta quinta-feira (8) e fez parte do Mês Nacional do Júri.

Os jurados reconheceram a materialidade e a autoria do crime e condenaram o réu por homicídio qualificado (motivo torpe, meio cruel e mediante traição). A pena deverá ser cumprida em regime inicialmente fechado. O julgamento foi conduzido pelo juiz Guilherme Bubolz Bohn, titular da Comarca.

De acordo com a denúncia, José de Souza Filho atingiu a vítima com mais de trinta facadas e ainda arrancou  um dos seios dela, no dia 23 de junho de 2009, em Igreja Nova.

O acusado teria sido contratado pelo companheiro da vítima, já falecido, que queria se vingar de uma suposta traição. Ele recebeu R$50,00.

Matéria referente ao processo nº 0000446-47.2011.8.02.0014

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *