Tutmés Airan assume a Presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas

Novo chefe do Judiciário reforçou compromisso de se aproximar da população e sinalizou que deve priorizar conciliações e mediações

Itawi Albuquerque

Presidente Tutmés Airan discursa durante posse; ao lado, corregedor nacional Humberto Martins.

O desembargador Tutmés Airan de Albuquerque Melo assumiu a Presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas, nesta quinta-feira (3). Durante a posse formal no gabinete da Presidência,  ele reafirmou que o seu esforço central será aproximar o Judiciário da população.

Também tomaram posse na ocasião os desembargadores Sebastião Costa Filho, como vice-presidente; Fernando Tourinho de Omena Souza, como corregedor-geral de Justiça; Fábio José Bittencourt Araújo, como diretor da Escola Superior da Magistratura (Esmal); e ainda Celyrio Adamastor Tenório Accioly e Washington Luiz Damasceno Freitas, ambos como integrantes do Conselho Estadual da Magistratura.

“É evidente que é um desafio enorme, mas que de alguma forma está facilitado porque eu vou continuar o excelente trabalho feito pelo desembargador Otávio Praxedes, evidentemente com algumas novidades, que tem muito a ver com a minha visão de mundo e com meu temperamento”, disse Tutmés Airan.

Segundo ele, a novidade central é o empenho em se aproximar da sociedade, “afinal de contas, nós existimos em razão de um serviço que prestamos à sociedade, e esse serviço precisa definitivamente melhorar”.

O novo presidente sinalizou que pretende priorizar o uso de conciliações e mediações. “É preciso conhecer mais o conflito, o que requer melhores condições de trabalho de um lado, e métodos alternativos de solução de conflitos do outro, para dar mais celeridade”.

Fernando Tourinho, Tutmés Airan e Sebastião Costa Filho formam a nova cúpula diretiva do TJAL. Foto: Itawi Albuquerque
 

Em seu discurso, Fernando Tourinho afirmou que trata-se de uma “missão difícil”. “Mas não somos de abandonar o barco, e estamos em um barco muito seguro, graças aos desembargadores Otávio Praxedes (presidente), Paulo Lima (corregedor) e Celyrio Adamastor (vice). Tenho ciência do papel coadjuvante da Corregedoria, mas um papel de fundamental importância para os destinos do Poder Judiciário”, disse.

O ministro Humberto Martins, corregedor nacional da Justiça, também participou da solenidade. Na oportunidade, ele anunciou que Fernando Tourinho foi escolhido para ser o coordenador nacional das corregedorias dos Tribunais de Justiça estaduais.

De saída da Presidência, o desembargador Otávio Leão Praxedes agradeceu novamente o apoio dos pares, assim como do ministro Humberto Martins. Ele relembrou avanços alcançados durante sua gestão, como a instalação da Secretaria de Processamento Unificado e a nomeação de mais servidores e juízes, por meio de concursos públicos.

“Estou saindo bastante satisfeito e um pouco cansado. É uma realização profissional comandar o Poder Judiciário alagoano, mas sabendo ao mesmo tempo que a responsabilidade é muito grande. Noventa por cento daquilo que desejei realizar eu acho que eu fiz. Todos os meus atos foram no sentido de fazer o Judiciário uma instituição respeitada e reconhecida pela sociedade”, afirmou Praxedes.

Desembargadores, juízes e servidores da Justiça alagoana prestigiaram a solenidade. Também participou o desembargador do TJ de Pernambuco Fernando Norberto, que é presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça.

Fonte: Dicom / TJ-AL

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações