Provedor Humberto Gomes de Melo inicia 5º gestão na Santa Casa de Maceió

Ascom Santa Casa

Humberto Gomes inicia 5ª gestão na Santa Casa

O arcebispo metropolitano de Maceió, dom Antonio Muniz, empossou na manhã da última quarta (02/01) o médico Humberto Gomes de Melo, reconduzindo-o ao cargo de provedor da Santa Casa de Maceió.

A solenidade deu continuidade a uma gestão, iniciada em 2003, que lançou as bases para o futuro da instituição seguindo princípios como: profissionalização administrativa, planejamento, excelência, foco na qualidade, governança corporativa e sustentabilidade financeira.

Em seu discurso de posse, o provedor Humberto Gomes de Melo poderia ter apresentado números sobre a gestão, os atendimentos assistenciais, os projetos e reconhecimentos no cenário nacional ou os investimentos no parque tecnológico e na estrutura física. No evento, a apresentação destes dados coube ao diretor administrativo-financeiro Dácio Guimarães.

O provedor, por sua vez, preferiu focar suas atenções em algo que confirma a importância do aspecto social e econômico da Santa Casa para além do campo da saúde: ele citou números sobre a geração de empregos novos.

Para atender aos planos de expansão do hospital, que hoje reúne cinco complexos hospitalares e ambulatoriais, a Santa Casa de Maceió abriu 1.781 novas vagas desde 2003, saltando de 1.188 profissionais para 2.969 agora no fim de 2018.

Considerando apenas os dados do Ministério do Trabalho para Maceió, das 1.589 novas vagas registradas no subsetor saúde nos últimos quatro anos, 402 foram geradas pela Santa Casa de Maceió, o que responde a 20% do total.

“Após 15 anos e cinco meses de gestão, com a graça de Deus conseguimos adotar na Santa Casa de Maceió uma administração moderna e transparente, baseada na meritocracia, onde é possível ascender profissionalmente de acordo com os méritos de cada um”, disse o provedor

Em sua fala, o arcebispo dom Antonio Muniz enfatizou que a Santa Casa de Maceió vem defendendo a vida e praticando a caridade, mesmo com as dificuldades de se atender muitos pacientes com poucos recursos.

“Após 168 anos de existência, os atuais gestores mantém o espírito dos primeiros fundadores do hospital, de São Vicente de Paulo, seu patrono, e da própria Igreja: assistir aos mais excluídos”, disse dom Muniz.

O secretário de Saúde de Maceió, José Thomaz Nonô, afirmou que Alagoas deve sentir-se orgulhosa por ter uma instituição que é referência no País. “Gestão eficiente é a marca indelével que o provedor deixa como exemplo para nós, hoje, e como legado para as futuras gerações.”

Fonte: Ascom/Santa Casa

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações