Paciente em coma há 14 anos dá à luz; polícia investiga estupro

Segundo os funcionários, mulher necessitava de atendimento 24 horas por dia

Uma mulher internada em coma há 14 anos numa unidade de saúde na cidade de Phoenix, no Arizona, nos Estados Unidos, deu à luz em 29 de dezembro. A polícia iniciou uma investigação sobre o caso de estupro.

Funcionários da Hacienda HealthCare, a instituição em causa, disseram que a paciente necessitava de atendimento 24 horas por dia. Por estar em coma, não tinha qualquer chance de se defender, e muitas pessoas tinham acesso ao quarto.

Uma fonte familiar indicou à imprensa que “nenhum colaborador sabia que ela estava grávida até quase o término da gravidez”. “Aquilo que me disseram é que ela estava gemendo. E ninguém sabia o que se passava com ela. Havia uma enfermeira que estava lá, e pelo que eu ouvi ela que trabalhou no parto”, disse a mesma fonte.

A instituição recusou fazer comentários sobre o caso, justificando que violaria o sigilo com a paciente.

Fonte: Notícias ao Minuto

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações