Superintendente acredita que o aumento de passagem em Maceió é inevitável

Superintendente explicou que o reajuste anual consta no contrato firmado na licitação do transporte público.

Reprodução

Magno Silva

A discussão sobre percentual de reajuste das passagens nos ônibus urbanos de Maceió está longe de terminar. Depois do protesto realizado pelos representantes das mais de 40 entidades, que formam o Comitê Pelo Reajuste de Passagem, na manhã desta sexta-feira, 11, uma comissão foi recebida pelo Superintendente Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Antônio Moura.

Na ocasião, foi criado um grupo de trabalho para estudar o contrato de licitação e a planilha financeira das empresas. O resultado desse estudo deve ser objeto de apreciação do conselho de transporte. “Tudo isso para que o debate sobre o valor da tarifa seja feito com o máximo de subsídios possíveis. Nós entendemos que só uma parte desse contrato está sendo cumprida: a parte em que pagamos mais caro. Mas os empresários não têm cumprido o que está previsto”, disse Magno Silva, representante da mobilização, em vídeo divulgado nas redes sociais.

Além disso, o movimento reivindica a entrada do comitê no conselho de transporte. “O setor jurídico da SMTT já concordou e nós vamos formalizar essa representação no conselho”, completou Magno. As entidades querem garantir que haja representatividade popular no colegiado e que os reajustes solicitados, tanto pelos empresários, quanto pelo comitê, sejam amplamente analisados.

Em entrevista à imprensa, o superintendente Antônio Moura disse que o prefeito não concorda em aumentar a passagem para R$ 4,15. No entanto, explica que o reajuste é inevitável porque consta em contrato firmado na licitação do transporte público da capital. O superintendente também explica que a redução do valor da passagem, dos atuais R$ 3,65 para R$ 3,15 – pleiteados pelo comitê – não será possível. “A redução tarifária não será permitida por causa de um contrato que é fruto da licitação, que determina obrigações por parte das empresas e da prefeitura”, diz.

A reunião do conselho de transporte ainda não tem data marcada.

Veja Mais

2 Comentários

  • Pedro Irineu says:

    Boa Noite. NÃO SOU CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM, SOU CONTRA CONTINUAR COM A QUALIDADE DOS VEÍCULOS QUE TRANSPORTAM OS PASSAGEIROS EM MACEIÓ. ACHO QUE OS ONIBUS NÃO POSSUEM NENHUM GRAU DE CONFORTO. QUEM MORA POR EXEMPLO NO TABULEIRO E VIAJA PARA PONTA VERDE, PASSA MAIS DE 50 MINUTOS DENTRO DO ONIBUS, CONSIDERANDO UMA TEMPERATURA MÉDIA DE 30 GRAUS, QUANDO CHEGA AO DESTINO ESTÁ TODO MOLHADO DE SUOR.
    ACHO QUE CLIMATIZAR OS ONIBUS SERIA UMA SOLUÇÃO IMEDIATA PORTANTO, SOU A FAVOR DE RECOMPOR OS CUSTOS DAS PASSAGENS , MAS QUE TAMBEM MELHORE A QUALIDADE DOS ONIBUS, PARA ENFRENTAR O CLIMA DE MACEIO.

  • thiago says:

    o que vejo é que para aumentar os valores das passagens, se cumpri o regulamentos da licitação, mas para empresas cumprir com o que manda regulamento, como comprar novos aumenta quantidade de onibos na linhas entre outras eles não cumprem ainda querem ter direito so aqui Maceió mesmo por isso essa cidade crescer como as demais, pela falta de respeito com população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações