Morre homem mais velho do mundo, aos 113 anos

Divulgação/ Guinness World Records

Considerado o homem mais velho do mundo, Masazo Nonaka morreu neste domeigo (20) aos 113 anos em sua casa, numa pousada com fontes termais, no Japão. A família informou que ele faleceu durante a madrugada, enquanto dormia em sua residência, em Ashoro, na ilha de Hokkaido, no norte do país.

Os seus familiares disseram que Nonaka morreu de causas naturais. O centenário, cuja família administra uma pousada com fontes termais há quatro gerações, foi certificado no ano passado como o homem mais velho do mundo aos 112 anos e 259 dias.

Nascido a 25 de julho de 1905, Nonaka cresceu numa grande família e sucedeu aos seus pais na administração da pousada, que agora é gerida por sua neta. A mulher e três dos filhos de Nonaka já haviam morrido.

O registro de Masazo foi confirmado em abril do ano passado após um extenso processo de pesquisa e revisão de evidências por Robert Young, consultor sênior de gerontologia do Guinness World Records e co-diretor do Gerontology Research Group.

O maior recordista da pessoa mais velha (do sexo masculino) também era japonês. Jiroemon Kimura nasceu em 19 de abril de 1897 e morreu com 116 anos e 54 dias, em 12 de junho de 2013 – quatro anos mais velho que Masazo. No entanto, o recorde da pessoa mais velha da história é de Jeanne Louise Calment, da França, que viveu 122 anos 164 dias, de 1875-1997.

Em 2017, um homem que afirmava ser o humano mais antigo do mundo morreu aos 146 anos de idade. De acordo com seus documentos, o indonésio Sodimedjo, também conhecido como Mbah Ghoto (Vovô Ghoto), nasceu em dezembro de 1870.

Ele teria 43 anos de idade no início da primeira guerra mundial e completou 70 anos durante a segunda guerra mundial. O fumante, que ficou viúvo quatro vezes ao longo da vida, morreu em sua vila em Java Central dias depois de ser levado ao hospital em 12 de abril por conta da saúde já debilitada. Segundo os familiares, ele insistiu em voltar para casa para ficar com sua família e morreu no dia 30 de abril.

Ex-agricultor e pescador, Mbah Ghoto disse no ano passado que ele viveu “uma vida longa, porque tenho pessoas que me amam cuidando de mim”. Ele era um herói local e contava histórias de vida sobre os colonizadores japoneses e holandeses. “A vida é apenas uma questão de aceitar o seu destino de todo o coração “, disse em entrevista ao Jakarta Post, em 2017.

No entanto, segundo as informações da BBC, Mbah Ghoto não era reconhecido como o homem mais velho do mundo da história. Isso porque a Indonésia só começou a registrar os nascimentos em 1900. Ainda assim, oficiais afirmaram à BBC, que o cartão de residência, que tem a data de nascimento de Mbah Ghoto, era válido com base em documentos e entrevistas com ele.

Fonte: IG

Veja Mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações