Polícia investiga quem está por trás de golpe contra torcedoras do CSA

O delegado Thiago Prado está investigando quem está por trás das mensagens enviadas às torcedoras do Centro Sportivo Alagoano com intuito de convencê-las a compartilhar fotos íntimas. As torcedoras, que terão suas identidades preservadas, procuraram a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) para denunciar que tem alguém está se passando por funcionário do clube para tentar conseguir fotos das jovens de biquíni, lingerie e até nudes.

Reprodução

Torcedoras do CSA são vítimas de golpe

O delegado explica que o criminoso utiliza um número de DDD 11 para entrar em contato com as vítimas, através do WhatsApp. Ele se apresenta como sendo responsável pelo marketing e publicidade do clube, nas redes sociais. Depois de enviar fotos da página oficial do CSA no Instagram, ele questiona se a vítima tem interesse em tirar fotos. A todo momento ele deixa claro que quer ver o corpo das jovens.

Reprodução

Print da tentativa de golpe a torcedoras do CSA

Prado explica que o autor desse tipo de crime cibernético, em desfavor da honra das vítimas, pode pegar até cinco ano de prisão. Além disso, o delegado alerta para várias situações que podem ocorrer em função do envio de uma foto íntima, que é o caso da sextorsão. O criminoso tenta arrancar dinheiro, ou outro objeto de desejo, da  vítima através da ameaça de publicação da foto.

A polícia orienta que ao menor sinal de que está sendo vítima de um desses crimes cibernéticos, é preciso bloquear o criminoso, e procurar a delegacia com imagens da tela do computador ou celular que mostre a rede social e o perfil do criminoso. “No entanto, a principal orientação é que não repasse fotos íntimas para ninguém”, diz o delegado. 

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações