Prefeito contrata influenciador digital por mais de R$ 30 mil e causa polêmica

Reprodução/Instagram

Publicação No Diário Oficial do Estado

O prefeito do município do Pilar, Renato Rezende Rocha Filho, foi denunciado na sessão da Câmara de Vereadores do município por causa da contratação polêmica de um influenciador digital no valor de mais de 31 mil Reais com dispensa de licitação, conforme publicação no Diário Oficial do Estado.

Reynaldo Oliveira Simões de Melo Filho, o Rey Costa, como é conhecido, foi contratado para divulgar, durante três meses, os potenciais turísticos, artesanato, gastronomia, além dos eventos realizados pela Secretaria de Turismo (Festival do Bagre, Natal e Réveillon).

O assunto veio a baila na sessão desta quinta-feira e revoltou alguns vereadores, a exemplo de Paulinho Bugarim. O vereador questionou o fato de o prefeito não ter usado o recurso para custear a compra das cestas nutricionais das gestantes, como também o auxílio aos moradores da localidade conhecida como Imburi. Nesta tarde, na sua página no Instagram, o edil confirmou que irá procurar o Ministério Público para formalizar a denúncia.

“A cada dia tenho mais certeza da falta de respeito da gestão de Pilar com todos funcionários e cidadãos de bem de Pilar!!! Tirar dos cofres públicos uma quantia de 31.000(trinta e um mil reais)para pagar um BLOGUEIRO!!! recordo-me bem que pra dar o Aumento dos funcionários da Educação impera a humilhação e a falta de Respeito com aqueles funcionários. Mais vamos acionar o Ministério Público para que seja apurado a falta de respeito com o dinheiro público!!!” [sic].

Em nota, o prefeito Renato Filho informou que:

“A contratação do influenciador digital ocorreu por conta do grande alcance dele nas redes sociais e para divulgação dos eventos de Pilar e do turismo local. Os custos são bem menores do que uma campanha de mesmo alcance, segundo apurou a prefeitura. Toda contratação ocorreu por meio de processo administrativo na modalidade inexigibilidade, conforme art. 25 da lei 8.666/93, levando em consideração a notoriedade no âmbito nacional do artista (influenciador digital), o que inviabiliza a competição.”

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações