Preso em operação é acusado de assassinar 4 pessoas no período de cinco meses

Um balanço do número de crimes contra a vida foi repassado para imprensa durante a manhã desta sexta-feira (15) na sede da Secretaria da Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL). Na oportunidade, foram divulgados números referentes ao trabalho realizado pela polícia nos meses de Janeiro e Fevereiro deste ano. Segundo dados apresentados, nesse período, 44 pessoas foram presas acusadas de cometer homicídios nas cidades de Maceió e Rio Largo.

Um ponto que chamou atenção da polícia foi o alto número de homicídios que ocorreu no município de Rio Largo, situado na Região Metropolitana da capital, que conta com cerca de 65 mil habitantes. A polícia acredita que a proximidade da capital e as opções de rotas de fuga são fatores que alavancam esse número expressivo.

Dentre os casos citados na coletiva, foi destacada a prisão do acusado identificado como Romário Elias da Silva, ou “Índio”, 23 anos, que morava no Benedito Bentes e é suspeito de fazer parte de uma organização criminosa. A prisão ocorreu no dia 5 deste mês durante uma operação do 5º Batalhão da Polícia Militar e, na manhã de hoje, foi confirmado que Romário é o acusado de ter praticado quatro homicídios em Rio Largo.

O acusado teria atentado contra a vida de Wellington Jorge dos Santos, morto em abril de 2018 e o corpo foi encontrado três dias após o crime, em um canavial. “Índio” também é o principal suspeito de matar Severino Terto da Silva, assassinado em maio de 2018. De acordo com a polícia, Severino foi morto pois os criminosos julgaram que ele havia aliciado crianças. Romário teria cometido mais dois homicídios, sendo o último no mês de Agosto.

Veja Mais

1 comentário

  • Aloísio Vital says:

    A polícia ainda prende um lixo desse ,onde que um cara que cometeu 04 homicídios tem reabilitação e depois de preso ao sair vai virar um cidadão de bem ,nunca que vai ser o melhor remédio é fazer o indivíduo comer capim pela raiz !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações