IML de Maceió adota novo sistema para emissão de laudos

Ferramenta permitirá celeridade e garantirá maior segurança na emissão de documentos e dados estatísticos

Reprodução

Sistema de emissão de laudos

Peritos médicos legistas e os peritos odontolegistas do Instituto de Medicina Legal Estácio de Lima começaram a ser capacitados para utilizar o novo Sistema de Laudos do IML. A ferramenta desenvolvida pelo Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) para a Perícia Oficial de Alagoas será implantada inicialmente na chefia de exames em vivos, responsável por exames de lesão na unidade de Maceió.

 

O treinamento ocorreu no telecentro da Chefia de Ensino da Secretaria de Segurança Pública e foi ministrado pelos analistas desenvolvedores do Itec. Eles explicaram o funcionamento do novo sistema que comporta os exames de lesão corporal em vítimas de agressões e acidentes de trânsito, cautelar em presos e menores apreendidos, e de conjunção carnal para vítimas de estupro e ato libidinoso.

 

Para o médico legista e chefe Especial do IML Maceió Fernando Marcelo de Paula, a inovação permitirá a desburocratização do processo de emissão de laudos com maior segurança, já que a assinatura será digital. O novo sistema garantirá também uma maior agilidade na entrega do documento ao público-alvo, que são as Policias Judiciárias (estadual e federal) e o Poder Judiciário.

 

“Atualmente o processo de emissão de laudos se inicia de forma manuscrita para ser digitado, aumentando o tempo de conclusão e entrega do documento, visto que ele passa por várias correções e setores. Com software iremos informatizar esse processo, facilitando e agilizando a confecção do laudo, melhorando assim, o diálogo com as instituições que requisitam os exames”, afirmou o Chefe do IML.

 

Laudos de lesão corporal são de extrema importância para a investigação criminal, através dos seus resultados, suspeitos podem se tornar réus, ou ser inocentados. Além de garantir celeridade, o perito geral Manoel Melo, explicou que o novo sistema irá proporcionar também, a produção de dados estatísticos que serão utilizados pela Segurança Pública do Estado no combate a criminalidade.

 

“A implantação do novo sistema deixa no passado o anacronismo na produção de laudos em âmbito do IML de Maceió. E está em consonância com o primoroso trabalho desenvolvido pelos peritos daquela unidade. O próximo passo é estender a ferramenta tecnológica para o IML de Arapiraca”, completou o perito geral Manoel Melo Filho.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações