Acusado de importunar a avó sexualmente é encontrado morto em Maceió

Cortesia ao AL24h

PM foi atender caso de arrombamento e encontrou corpo

Anderson Brito da Rocha, de 19 anos, foi assassinado com diversos disparos de arma de fogo no início da noite dessa quarta-feira (20), no bairro Cidade Universitária, na parte alta de Maceió. O corpo do jovem foi encontrado após a polícia ir ao local para averiguar uma denúncia de arrombamento à residência.

O jovem havia sido preso na última terça-feira (12) por importunar sexualmente a própria avó, de 69 anos. Após se masturbar e mostrar o pênis para a idosa, ele a ameaçou de morte caso ela o denunciasse para a polícia. Além disso, Anderson também era apontado como responsável por tentar matar o pai e também de ter abusado de uma prima.

Apesar das acusações, ele foi liberado pela Justiça, mediante monitoramento eletrônico e sem poder chegar a 200 metros da avó. A família, revoltada, optou por sair de Maceió temendo represálias.

Leia também: Jovem é preso acusado de importunar sexualmente a própria avó;

Jovem acusado de importunar sexualmente a avó é liberado pela Justiça.

Segundo informações divulgadas através do relatório oficial do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp), o assassinato foi registrado por volta das 18h15, na Avenida Gama Lins, no conjunto homônimo.

A vítima – que usava tornozeleira eletrônica – foi atingida por três disparos de arma de fogo, sendo um na cabeça, um na axila e outro no peito. Anderson não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Após o crime, o suspeito fugiu e, até o momento, não foi identificado. Uma equipe do Batalhão de Polícia de Guarda (BPGd) chegou a realizar rondas pela região, mas ninguém foi encontrado.

Os institutos de Criminalística (IC) e Médico Legal (IML) foram acionados para a realização dos procedimentos necessários.

Veja Mais

2 Comentários

  • Liderança says:

    A ordem foi dada pela facção PCC para tirar esse tarado de circulação que sirva de exemplo para os demais que agirem dessa forma,os faccionados não estão para brincadeira eles matam mesmo e não tem policia impessa as ordens vinda dos chefes das facções.

  • A pessoa q o eliminou (e que fez certo) sendo descoberto, ele será jugado como um criminoso e que deverá ser penalizado por isso. Ele será condenado e custodiado. As leis do Brasil favorece mais ao errado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações