A prioridade da atualidade

É provável que quem assistiu ao filme Cidadão Kane tenha sido levado a passar todo o tempo esperando, enquanto conhecia a vida do personagem, uma resposta bombástica para a última palavra pronunciada por ele logo no começo, antes de morrer, “ROSEBUD”.

Esse filme é cheio de ineditismos. Inicia de trás para frente, tem uma fotografia singular, cortes surpreendentes, enfim, uma grande novidade que acabou por modificar a forma do cinema contar uma história.

Tenho pensado nisso como forma de me acalmar diante da prática atual, e também inédita, de alguns governantes em relação as redes sociais, na esperança que seja algo revolucionário, que mude o rumo da história de forma genial e propositiva, como o caso do filme que citei.

Fico perplexa em imaginar que mais importante que resolver os graves problemas de um mundo a beira de um ataque de nervos é saber que os homens que têm o poder de decidir, preferem usar mais tempo brincando em rede social, como se estivessem competindo num “game” cujo vencedor é aquele que tem mais curtidas, seguidores ou repostagens, que de fato, governando.

Eu sei que sou superlativa, exagero em tudo, por isso dê um desconto no meu devaneio, mas me ocorre uma preocupação de mãe. Sempre cobrei ao meu filho para ele estudar, fazer tarefa, ler, tomar banho, dormir na hora certa, afirmando que isso não podia ser deixado de lado em função de tempo na internet.

Acontece que os poderosos não tem quem os controle e me assusto em imaginar que esse novo modelo de líder se estiver diante daquela maleta que eu vejo no cinema, “aquela” que tem a chave para desencadear uma guerra, não a confunda com “mais uma brincadeira” e apertem o “botão do fim do mundo”.

Para ficar nas preocupações domésticas, a líder legislativa do nosso governo, disse em entrevista que irá sugerir ao presidente que use MAIS as “redes” porque ele é um fenômeno de comunicação. Ela não deve ser uma mãe igual a mim…

Estamos todos torcendo pelo Brasil (e pelo mundo), temos problemas sérios para resolver, a mesma internet que serve para publicar, serve para consultar, aprender e separar a verdade da mentira, muito mais útil.

Essa lógica serve para os grandes e cabe para simples mortais como nós.

A crescente necessidade de tentar um “furo” da informação, nos leva a divulgar Fake News, a denegrir pessoas, a causar problemas. Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, parece que esquecemos disso.

Se você não assistiu ao filme Cidadão Kane e ficou curioso para saber do que se trata o assunto, deixa eu resumir.

Na hora da morte, o personagem que representa um magnata, protagonista da história, sentado numa poltrona segurando uma bolinha transparente, daquelas que tem uma casinha no centro e neve de isopor misturada na água, pronuncia “ROSEBUD”, na sequência, deixa-a cair da mão e morre.

ROSEBUD na minha modesta opinião é simplesmente o nome do trenó, brinquedo de infância, uma recordação daquilo de bom que havia na memória do menino que um dia havia sido, nada de extraordinário.

Simples assim, sem nenhuma das revelações extraordinárias que eu passei todo o tempo imaginando existir, creio que essa foi a forma encontrada para fazer um paralelo que nem toda fortuna, fama ou poder conseguiu torná-lo um homem tão feliz quando o garoto que brincava na neve, nos arredores de casa, num trenó barato.

Assim, através dessas lições do cinema, vou aprendendo um pouco sobre o que é prioridade e, certamente, a usar menos tempo para publicar bobagens (como essas minhas).

Tenho certeza que diplomacia, protocolos e observância as leis e ao bom senso são mais importantes que “eu achismos” e fico na esperança que a mesma constatação faça aqueles de quem esperamos a solução da fome, das guerras e das demais mazelas da humanidade.

Orson Welles dirigiu, atuou, participou da produção e do roteiro do filme, ou seja, Cidadão Kane é resultado de genialidade. Torço para que haja alguma inteligência no atual forma de governar ou teremos que lamentar no futuro o prejuízo da mediocridade de hoje…

Março de 2019

 

Veja Mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações