Vigilante é preso como principal suspeito da morte de empresário no interior de AL

Reprodução TV Pajuçara

Segurança chegou a dar entrevista com versões sobre o caso

A Polícia Civil de Alagoas prendeu no final da noite desta quinta-feira (14) o vigilante Valdir dos Santos Azevedo, funcionário da Pevel Veículos, local onde o empresário de advogado Petrúcio Torjal morreu. Valdir passou da condição de testemunha a de principal suspeito após apresentar versões dissonantes sobre os fatos que antecederam a morte do empresário.

Em entrevista ao Alagoas 24 horas, o delegado Everton Gonçalves, que preside o inquérito, destacou a complexidade do caso, uma vez que apenas vítima e suspeito estavam no local no momento da queda que resultou na morte. “Não há indicação de mais ninguém no momento, como o vigilante mente muito, não ficou muito clara a situação”.

Valdir Azevedo chegou a apresentar três versões para o crime, inclusive fantasiando sobre a presença de assaltantes, que chegaram ao local em uma motocicleta. Criou a versão de luta corporal e, finalmente, disse não ter visto nada por estar no banheiro da loja de carros.

O delegado deve aguardar, também a conclusão dos laudos periciais para determinar a dinâmica do crime, uma vez que não está descartada a possibilidade do vigilante não ter tido a intenção de matar, mesmo tendo empurrado o empresário. “Esses detalhes todos pretendemos esclarecer com a investigação”, defendeu.

Gonçalves explicou, ainda, que o vigilante foi preso dentro do prazo do flagrante e deverá ser submetido à audiência de custódia na manhã desta sexta-feira (15), que definirá seu destino.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações