Denúncia de ataque causa pânico entre pais e alunos de escola no interior de AL

Material publicado por alunos causou pânico

Alunos do Centro Educacional Cristo Redentor, na cidade de Palmeira dos Índios – no Agreste de Alagoas – estão amedrontados por causa de uma suposta ameaça de ataque detectada entre essa segunda-feira (18) e esta terça-feira (19).

De acordo com o advogado da instituição educacional,  Fabiano Passos, alunos realizaram publicações com conteúdos violentos que acabaram amedrontando os demais estudantes. O medo da postagem foi desencadeado após o massacre ocorrido em Suzano, no interior de São Paulo.

A postagem dos alunos foi retirada de uma música com conteúdo violento e assustou os demais colegas. Além disso, os estudantes também viram fotos em um perfil onde o suposto agressor aparece caracterizado como Skull, mesmo personagem que Guilherme Tauccio, um dos atiradores de Suzano teria se ‘fantasiado’.

“Ainda não há certeza sobre a veracidade do ataque e nós estamos apenas realizando um trabalho preventivo. Acionamos o Ministério Público, a delegacia da cidade e os pais dos envolvidos para uma reunião e entender o que realmente aconteceu”, disse o advogado da escola.

Fabiano informou ainda que as postagens feitas pelos dois alunos foram recolhidas e apresentadas ao Ministério Público Estadual (MPE/AL).

Por meio de nota, a assessoria de comunicação do MPE disse que o promotor que está acompanhando o caso é o Drº. Sérgio Vieira Leite, que atua na área da infância e juventude.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações