Soldado do exército é preso com rifle e fardamentos para confronto de facções

Cortesia

Material encontrado com o soldado

Uma ação realizada durante um patrulhamento do Batalhão de Polícia de Eventos (BPE) no bairro Novo Mundo terminou com um soldado do exército preso na noite desse domingo (24), na Grota do Aterro, situada em Maceió.

Segundo as informações policiais, o soldado Edson Lopes da Silva, de 20 anos, foi flagrado com um rifle de numeração raspada e uma bolsa contendo sete fardamentos do exército brasileiro. Ele estaria junto de outras quatro pessoas, que tentaram se livrar do material ao perceber a chegada a polícia. Três pessoas fugiram enquanto Edson foi preso e um menor de 17 anos acabou apreendido por porte ilegal de arma de fogo.

Ainda de acordo com a polícia, o soldado afirma ter feito uma prova interna na última sexta-feira (22) para uma possível promoção para o posto de sargento. Edson ocupa o cargo de soldado há dois anos e, em entrevista à TV Pajuçara, a polícia afirma que uma informação recebida pela guarnição dava conta que os fardamentos seriam utilizados em um confronto entre facções no bairro.

O flagrante foi registrado e a polícia aguarda posicionamento do exército para que o suspeito responda pelo crime de porte ilegal de arma de fogo na justiça comum. Um procedimento administrativo será instaurado para que os fatos envolvendo o soldado sejam devidamente apurados.

Confira nota divulgada pelo 59º Batalhão de Infantaria Motorizado:

No dia 24 de março de 2019, o Soldado Edson Lopes da Silva, de 20 anos de idade, lotado no 59º BI Mtz, sediado em Maceió-AL, foi preso por porte ilegal de arma de fogo, quando foi abordado por uma Guarnição da Polícia Militar, portando um Rifle Winchester modelo 1982 Calibre .44, com quatro munições intactas, além de peças de fardamento do Exército. Será instaurado um Processo Administrativo para a apuração de todos os fatos e responsabilidades. O 59 Batalhão de Infantaria Motorizado enaltece a atuação das Forças de Segurança Pública e coloca-se à disposição para colaborar e apoiar as investigações, na busca do esclarecimento das circunstâncias que envolveram a ocorrência policial. O Batalhão não admite atos dessa natureza, que ferem os princípios e valores cultuados pela Força Terrestre.

*Matéria atualizada às 9:50 de 25/03/2019*

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações