Baixa de hormônios na menopausa aumenta risco de “infarto e derrame” em mulheres

Ascom Santa Casa

Médica Alayde Rivera esclarece dúvidas no Grupo de Envelhecimento Ativo

No mês dedicado às mulheres, a Santa Casa de Maceió fez de sua homenagem uma ação efetiva de conscientização da saúde feminina. Em destaque, o impacto da menopausa no risco de doenças cardiovasculares e dados que mostram as mulheres priorizando a prevenção do câncer de mama e outras neoplasias, mas deixando de lado a prevenção do infarto do miocárdio e do acidente vascular cerebral.

“Após os 50 anos, quando os níveis de estrogênio diminuem no organismo da mulher, a proteção natural contra as placas de gordura nas artérias desaparece, aumentando o risco de doenças do coração”, diz a cardiologista Alayde Rivera, gerente da Divisão de Ensino e Pesquisa. Para reduzir os efeitos negativos sobre o coração, as mulheres precisam cultivar hábitos saudáveis, como adotar uma alimentação balanceada, realizar exercícios físicos regulares e lidar com o estresse do cotidiano.

Segundo a cardiologista Rita de Cássia Veras, é fundamental prevenir os fatores de risco que contribuem para o aparecimento das doenças cardiovasculares, como o AVC e o infarto do miocárdio.

Na lista estão o diabetes, tabagismo, hipertensão (pressão alta), dislipidemia (colesterol alterado), obesidades, sedentarismo e fatores psicossociais (depressão, ansiedade, raiva, mau humor). Deve-se considerar também o histórico familiar de infarto ou de derrame.

Para alertar a sociedade, pacientes, acompanhantes e colaboradoras do hospital, a Santa Casa de Maceió realizou uma extensa programação na Semana de Cuidado do Coração da Mulher.

A iniciativa foi organizada pela equipe da Divisão de Ensino e Pesquisa e incluiu palestras com colaboradoras do hospital, no Grupo de Envelhecimento Ativo, no 1º andar do Consultório Duílio Marsiglia, em salas de espera, além de panfletagens em várias recepções.

Revezaram-se nos diversos momentos da programação as cardiologistas Alayde Rivera e Rita de Cassia Veras, a psicologa Dayana Oliveira e as enfermeiras Valessa Mayara, Sávia Nobre e Andreza Gomes de Andrade.

Fonte: Ascom Santa Casa

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações