Morre aos 83 anos a atriz Bibi Andersson, musa de Ingmar Bergman

Atriz estrelou vários filmes de Bergman, entre eles 'O sétimo selo', 'Morangos silvestres' e 'Quando duas mulheres pecam' (Persona).

Harry Pot/Nationaal Archief Fotocollectie Anefo

A atriz sueca Bibi Andersson, uma das musas do cineasta Ingmar Bergman, morreu neste domingo (14), informou a diretora e amiga pessoal da artista Christina Olofson. Ela tinha 83 anos.

Bibi Andersson sofreu um derrame cerebral em 2009 e desde então estava internada em um hospital de Estocolmo.

Berit Elisabeth Andersson, seu nome de batismo, estreou nas telas aos 15 anos, em uma propaganda dirigida por Bergman. Depois, se formou como atriz no Teatro Dramático Real, o prestigiado Dramaten, e apareceu em vários filmes de Bergman, entre eles “O sétimo selo”, “Morangos silvestres” e “Quando duas mulheres pecam (Persona)”. Foi o seu papel neste último filme que fez com que ela ganhasse o Guldbagge, o maior prêmio do cinema sueco, destaca a agência EFE.

Tal sucesso abriu caminho para o início de uma carreira internacional, que incluiu trabalhos com cineastas como John Huston (“Carta ao Kremlin”) e Robert Altman (“Quinteto”).

A partir do final dos anos 80, centrou sua carreira na TV e no teatro, onde voltou a fazer parcerias com Ingmar Bergman.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações