Servidor acusado de estupro em série é exonerado; defesa analisa processo

Reprodução TV Ponta Verde

Perícia realiza levantamentos na casa usada por assessor de vereador

O servidor Benício Vieira de Lima, preso nesta segunda-feira (15) acusado de estupros em série, foi exonerado do cargo em comissão que exercia na Câmara de Vereadores de Maceió. A exoneração foi publicada na edição desta terça (16) do Diário Oficial do Município. O vereador Chico Filho (PP), ao qual o servidor era ligado, já havia informado que iria exonerá-lo imediatamente, após a operação da Polícia Civil Alagoana.

Chico Filho afirmou estar surpreso com as acusações, inclusive porque Benício é ligado a sua família há cerca de 15 anos. O vereador ainda afirmou não saber que seu veículo e casa eram usados pelo suspeito para cometer crimes.

Segundo as investigações da polícia judiciária, Benício utilizava o veículo e a casa do vereador, no bairro da Gruta de Lourdes, para cometer os estupros. Nove vítimas teriam reconhecido o agora ex-servidor, além do local, um quarto nos fundos da casa. Outros dez casos ainda estão sendo investigados. As vítimas têm, em média, entre 11 e 18 anos.

Em contato com a reportagem do Alagoas 24 horas, o advogado Arnaldo Bispo, contratado para fazer a defesa do ex-servidor, afirmou que apenas na noite de ontem assinou as procurações e que não analisou o processo contra seu cliente. O advogado afirma, ainda, que Benício Lima nega todas as quatro acusações que lhe são imputadas.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações