Câncer e gravidez: Especialista fala sobre gestação após tratamento oncológico

Ser mãe é o sonho de muitas mulheres. Após serem diagnosticadas com câncer, algumas delas acabam achando que o sonho chegou ao fim. No entanto, depois de passar pelo tratamento oncológico, a gravidez pode acontecer normalmente, de acordo com a oncologista Amanda Lima, do Hospital Cliom.

“Quem teve câncer e passou pelo tratamento oncológico pode engravidar sim. O que existe é o risco de que a quimioterapia, radioterapia ou a cirurgia afetem a fertilidade da mulher ou induzir à menopausa precoce”, explicou a especialista.

Ainda segundo a oncologista, os casos em que realmente não podem ocorrer uma gestação, no entanto, são para alguns tipos de tratamentos que consistem na retirada dos ovários e do útero.

“Só é contraindicado engravidar quando a paciente está durante o tratamento. Quando termina, geralmente pedimos para que aguarde pelo menos dois anos para tentar, porque é o período em que ocorre a maioria das recorrências da doença”, afirmou.

Antigamente, uma das preocupações era em relação ao câncer de mama. Segundo a médica, alguns tipos são estimulados por hormônios e por isso, durante a gravidez, eles estão em níveis mais elevados. Porém, hoje em dia, há estudos que comprovam que não há relação.

Para as mulheres que são diagnosticadas e desejam ser mães, a recomendação é que antes de começar o tratamento o médico informe ao paciente a possibilidade da redução da fertilidade e a encaminhe para programas de aconselhamento.

“Irão avaliar se a paciente tem o desejo e a condição de fazer algum tipo de procedimento para preservação de óvulos ou embriões. O importante é deixar o paciente ciente das possibilidades”, assegurou.

Fonte: Assessoria

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações