Médica morre após ser baleada, e carro desgovernado atropela três pedestres

Reprodução

Uma médica de 51 anos morreu após ser baleada em tentativa de assalto, atropelar três pessoas e colidir com um poste no Maracanã, Zona Norte do Rio, na manhã desta sexta-feira (10). Testemunhas falam em pelo menos 15 disparos.

Mesmo alvejada nas costas, Danielle Vivian Lasmar de Almeida tentou seguir viagem, mas perdeu o controle do carro na Rua General Canabarro, em frente ao Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet). Ela ainda chegou a bater em um hidrante e arrancou uma árvore.

Os feridos são um segurança do Cefet, um aluno da Faetec – que foram socorridos numa ambulância dos bombeiros – e uma funcionária da Petrobras, que foi atendida no local e não teve ferimentos graves.

Ainda não há informações sobre a identidade das vítimas ou estado de saúde dos feridos.

Um carro roubado de um engenheiro e abandonado na rua foi apreendido pela polícia, que investiga se o ladrão foi o mesmo que atirou em Danielle. A polícia vai verificar as câmeras de segurança da região.

De acordo com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar, os agentes foram acionados para a Rua General Canabarro pouco antes das 8h.

Testemunhas
O professor do Cefet Rafael Ferrara contou que estava dando aula, por volta das 7h30, quando uma aluna entrou correndo contando que um estudante tinha sido atropelado. Ele desceu e viu que estavam debaixo do carro um segurança e um aluno da Faetec.

“Um rapaz de camiseta preta, que disse ser policial militar, abriu a porta do carro porque achávamos que era uma preparadora. Não era, mas ela já estava morta”, contou o professor.

Médicos da Petrobras que trabalham no prédio em frente ao local do acidente contaram que, ao abrir o carro, Danielle já estava morta e que havia marcas de tiros.

De acordo com o Centro de Operações, a Rua General Canabarro foi interditada às 10h para o trabalho da polícia e dos bombeiros.

Morte em outro atropelamento
Outros dois atropelamentos deixaram uma pessoa morta e outra ferida na mesma região da cidade na manhã desta sexta (10).

Por volta das 6h30, um ônibus atingiu uma pessoa na Avenida Francisco Bicalho, no acesso à Avenida Paulo de Frontin e ao Viaduto dos Marinheiros. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima morreu no local. Não havia informações sobre a identidade dela. A via foi liberada três horas depois, por volta das 9h30.

Já na Praça da Bandeira, outro atropelamento deixou uma pessoa ferida por volta das 8h30 na Rua Teixeira Soares. Não havia informações sobre a identidade ou estado de saúde dela.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações