Vigilante mata a mulher que se recusava a retomar relacionamento após agressões

Facebook

Amara foi assassinada pelo ex-companheiro, que se recusava a aceitar a separação

A Polícia Militar de Alagoas registrou mais um caso de feminicídio na cidade de Maragogi, no litoral norte do Estado. O assassino, acusado de violência doméstica, matou a ex-companheira que se recusava a voltar para ele. O feminicídio ocorreu na tarde deste domingo (19) em Barra Grande, zona rural do município.

A vítima, identificada como Amara Maria Santos de Lima, 24 anos, foi assassinada com um tiro na cabeça, na residência onde passou a residir após deixar o vigilante Clesivaldo Saturnino da Silva, 33 anos. Na tarde de ontem, Clesivaldo voltou a procurar a ex, chamou na porta de casa e perguntou se a vítima aceitava voltar pra ele, diante da negativa, ele atirou contra a mãe da sua filha e depois se matou.

Familiares da vítima informaram à polícia que Amara já havia denunciado o então companheiro por violência doméstica. O casal deixa uma filha.

Militares do 6º BPM estiveram no local realizando os primeiros levantamentos. Os corpos foram periciados encaminhados ao Instituto Médico Legal de Maceió para os procedimentos cabíveis.

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações