Dupla acusada de estelionato e falsificação de documentos tem prisão preventiva decretada

O juiz Allysson Amorim, substituto da 1ª Vara de Marechal Deodoro, decretou a prisão preventiva de Luciano Ferreira Ribeiro e Nivaldo Borges Leão, acusados de estelionato, falsificação de papéis públicos e associação criminosa. A decisão foi proferida nesta sexta-feira (7).

A dupla, proveniente de Pernambuco, foi presa em flagrante na última quinta (6). De acordo com os autos, Nivaldo estava na agência do Banco do Brasil, em Marechal Deodoro, tentando receber dinheiro do INSS apresentando documento de identidade falso. Já o outro réu, Luciano Ribeiro, aguardava o colega em um veículo fora da agência.

Interrogados, os acusados confessaram terem sido contratados por uma pessoa de nome Fernando para receberem o dinheiro na agência, em Alagoas.

O juiz converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva por haver prova da materialidade e indícios de autoria. “Os acusados vieram do Estado de Pernambuco para Alagoas com a única intenção de praticar crimes, o que resta clara a reprovabilidade de suas condutas. Além de que, em consulta ao site do Tribunal de Justiça de Pernambuco, verifica-se que ambos os indicados possuem processo criminal”, afirmou o juiz.

Matéria referente ao processo nº 0701233-61.2019.8.02.0044

Fonte: Dicom / TJ-AL

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações