Iron Man: bombeiro alagoano se classifica em 4º lugar na categoria e conquista vaga para mundial, no Havaí

Cabo Fabiano Paes tem conquistado vaga para mundial por quatro anos consecutivos

Ascom / CBM-AL

Iron Man: bombeiro alagoano se classifica em 4º lugar na categoria e conquista vaga para mundial, no Havaí

Em sua 11ª participação no Iron Man, o cabo Fabiano Paes se classificou em 4º lugar em sua categoria, de 43 a 49 anos, no fim do último mês, em Florianópolis. Com 3800m de natação, 180Km de ciclismo e 42km de corrida, Fabiano concluiu a prova em 9h29min, conquistando pela quarta vez consecutiva a vaga para a competição mundial, que acontecerá em outubro, no Havaí.

“Quando entrei na corporação, tinha o objetivo de participar de provas que tivessem o perfil do serviço de guarda-vidas, e associei o triatlo à profissão, e quando começamos a participar e os resultados foram favoráveis, fui me motivando a melhorar e segui treinando”, conta ele, que por mais um ano contou com o apoio do sargento Jamerson Fernandes como staff.

Para ir ao Havaí os custos são muito altos, e segundo Fabiano, o comando já se colocou à disposição para ajudar na participação na prova, e também estará buscando apoio junto à Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (SELAJ), para garantir que a bandeira de Alagoas chegue mais uma vez ao Havaí.

“A prova é a finalização de um ciclo, não é fácil conseguir conciliar trabalho, treinos, família e o mundial é o resultado de toda essa trajetória, desse esforço. Cada competição é única e este foi o meu sexto Iron Man completo em Florianópolis, o 11º juntando as demais cidades, e o 8º meio Iron Man. As condições climáticas desse ano foram muito complicadas, mas conseguimos vencer essas dificuldades”, falou o militar completando que a emoção é indescritível, que a cidade fica toda envolvida, e que cada pessoa que fala seu nome traz uma motivação a mais.

Ascom / CBM-AL

Cabo Fabiano Paes

Ascom / CBM-AL

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ele enfatizou que esse ano correu com uma roupa parecida com a farda de guarda-vidas, representando o CBMAL, e isso fez com que as pessoas relacionassem imediatamente com sua profissão e dessem mais força. “Fico muito feliz em representar a corporação, e espero mais uma vez levar o nome do CBMAL ao mundial”, contou o militar.

Fonte: Ascom / CBM-AL

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações