Solenidade de Corpus Christi terá grande procissão até o estacionamento do Jaraguá

Toda a Arquidiocese de Maceió está se preparando para a solenidade de Corpus Christi, que acontece no próximo dia 20 de junho, com uma solene procissão pelo centro da cidade até o estacionamento do Jaraguá.

A programação começa três dias antes com um Tríduo Eucarístico que será celebrado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário, Santuário Eucarístico da Arquidiocese desde de 1945, localizada na Rua do Sol, e em todas as Paróquias da Arquidiocese.

Nos dias 17, 18 e 19, como programação do Tríduo, acontecerão missas sempre às 16h30, de responsabilidade do Setor Centro, refletindo o tema “A Eucaristia nos impulsiona à missão”.

Já no dia 20, quando a Igreja celebra a solenidade de Corpus Christi, a programação começa, às 9h, com a missa solene na Catedral Metropolitana, e com adoração ao Santíssimo Sacramento até as 15h, quando sairá a solene procissão com a Sagrada Eucaristia.

Este ano o percurso sairá da Catedral, seguirá para a Praça Monte Pio, depois seguirá pela Praça Palmares até o Arcebispado, descendo até o Museu Theo Brandão, terminando no Estacionamento do Jaraguá com a celebração da Santa Missa.

Origem da Festa

A Festa de Corpus Christi surgiu no séc. XIII, na diocese de Liège, na Bélgica, por iniciativa da freira Juliana de Mont Cornillon, (†1258) que recebia visões nas quais o próprio Jesus lhe pedia uma festa litúrgica anual em honra da Sagrada Eucaristia.

Aconteceu que quando o padre Pedro de Praga, da Boêmia, celebrou uma Missa na cripta de Santa Cristina, em Bolsena, Itália, ocorreu um milagre eucarístico: da hóstia consagrada começaram a cair gotas de sangue sobre o corporal após a consagração. Dizem que isto ocorreu porque o padre teria duvidado da presença real de Cristo na Eucaristia.

O Papa Urbano IV (1262-1264), que residia em Orvieto, cidade próxima de Bolsena, onde vivia S. Tomás de Aquino, ordenou ao Bispo Giacomo que levasse as relíquias de Bolsena a Orvieto. Isso foi feito em procissão. Quando o Papa encontrou a Procissão na entrada de Orvieto, pronunciou diante da relíquia eucarística as palavras: “Corpus Christi”.

Em 11/08/1264 o Papa aprovou a Bula “Transiturus de mundo”, onde prescreveu que na 5ª feira após a oitava de Pentecostes, fosse oficialmente celebrada a festa em honra do Corpo do Senhor. São Tomás de Aquino foi encarregado pelo Papa para compor o Ofício da celebração. O Papa era um arcediago de Liège e havia conhecido a Beata Cornilon e havia percebido a luz sobrenatural que a iluminava e a sinceridade de seus apelos.

Fonte: Pascom

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações