Copa do Mundo: Brasil busca primeira vitória contra a França

O futuro da seleção brasileira promete não ser fácil na Copa do Mundo Feminina

Getty Images

Amistoso entre Brasil e França, em 2018

Com a vitória do Chile por 2 x 0 contra a Tailândia na última quinta-feira (20), o cruzamento levou as canarinhas ao encontro da anfitriã do torneio, a França, neste domingo (23) às 16h (horário de Brasília). Você acompanha tudo em TEMPO REAL no espnW.com.br.

Dona da segunda melhor campanha do torneio na primeira fase, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, a equipe europeia chega às oitavas de final com total confiança. Em três jogos, são três vitórias, sete gols marcados e apenas um sofrido.

Do outro lado, a equipe sul-americana – que chega a próxima fase como uma das melhores terceiras colocadas – tem em conta duas vitórias e uma derrota em três jogos, com seis gols marcados e três sofridos.

Os números da atual campanha, no entanto, não são os únicos que jogam a favor da França.

Histórico do confronto

Em toda a história, as seleções femininas de Brasil e França se enfrentaram em apenas oito oportunidades. Destas, só uma aconteceu em uma Copa do Mundo, em 2003.

No mundial dos Estados Unidos, o confronto aconteceu ainda na primeira fase. Adversárias no Grupo B, junto a Noruega e Coréia do Sul, as duas equipes apenas empataram em 1 a 1, com gols de Kátia Cilene pelo time canarinho e Marinette Pichon pelas Bleus já nos acréscimos.

O ponto somado no duelo garantiu ao Brasil a primeira colocação da chave, que culminou com um confronto contra a Suécia nas quartas de final. Na época, a Copa do Mundo contava com apenas 16 participantes, o que ‘derrubava’ a fase de oitavas.

As brasileiras, porém, não resistiram a força do futebol feminino sueco e sucumbiram logo na sequência, depois de uma o derrota por 2 a 1. A Suécia chegou, inclusive, às finais do torneio, quando acabaram sofrendo a única derrota de sua campanha para a Alemanha, por 2 a 1.

A França, por sua vez, encerrou sua participação ainda na fase de grupos. Com a menor quantidade de participantes, apenas as duas melhores seleções de cada chave chegariam a fase seguinte. Com quatro pontos, as Bleus acabaram na terceira colocação, abaixo da Noruega com seis, e foram desclassificadas.

Nos anos que se seguiram, o encontro voltou a se repetir apenas em amistosos. Ao todo, somando os oito confrontos anteriores ao deste domingo, as duas seleções empataram cinco vezes, e a França venceu a disputa em outras três. Ou seja, o Brasil nunca venceu sua próxima rival nem mesmo em partidas não competitivas.

O último encontro, em novembro de 2018, acabou com o terceiro triunfo das francesas por 3 a 1, com gols de Delphine Cascarino, Élise Bussaglia e Letícia Santos (contra) pelas europeias e Darlene Reguera para o Brasil.

 

Fonte: ESPN

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações