Integrante de organizada é preso acusado de tentar matar membros de rival

Delegado Robervaldo Davino, titular do 6º Distrito da Capital (Foto: ASCOM/PC)

Um integrante da torcida Comando Vermelho teve a prisão preventiva decretada e foi preso por agentes do 6º Distrito Policial acusado de tentar matar dois torcedores da Mancha Azul. O atentado ocorreu em 26 de abril de 2011, no Conjunto José Tenório, bairro da Serraria.

A prisão de Jeanderson Jorge Silva Santos, 29 anos, conhecido como “Neguinho da Comando”. Ocorreu na última semana. Ele teve a prisão preventiva decretada pelo juiz Sóstenes Alex, titular da 2ª Vara Criminal da Capital, após ter sido indiciado pela Polícia Civil, como suspeito de ser o autor de uma tentativa de homicídio contra dois jovens, integrantes de uma torcida rival, a “Mancha Azul”, do CSA.

De acordo com o delegado Robervaldo Davino, as vítimas reconheceram o suspeito como autor do crime. Em 2009, Jeanderson Jorge, então com 20 anos, foi preso no bairro de Mangabeiras, em Maceió. Jovem de classe média e filho de um microempresário do ramo de vidraçaria, ele teria cometido assalto a uma mulher e depois feito vítima, também, o marido dela. Ambos foram abordados perto de casa, numa rua paralela à Avenida João Davino.

Em agosto de 2018, o acusado foi preso suspeito de ter participado de uma tentativa de homicídio, ocorrida no Tabuleiro do Martins, também em Maceió. A vítima, um rapaz de 24 anos, foi atingida com um tiro no braço esquerdo.

Jeanderson é ainda investigado como suspeito de ter participado de um atentado à bala contra dois torcedores do Santa Cruz, feridos, em 23 de maio de 2017, no bairro de Jacarecica, em Maceió. As vítimas assistiram à partida do clube contra o CRB e voltavam para Recife.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações