Guincho da SMTT colide em carro parado e foge sem fornecer assistência

 

Uma empresa que presta serviços à Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) de Maceió está sendo acusada de causar danos a um veículo e fugir sem prestar assistência. O caso ocorreu no dia 15 de julho, na Rua Zacarias de Azevedo, no Centro da capital.

De acordo com a proprietária do veículo Peugeot 208 de cor branca e placa OHG 7258/AL, ela estacionou o carro em local permitido para participar de uma audiência na 5ª Vara do Trabalho. Ao voltar ao local, foi surpreendida com a lateral direita do carro amassada.

A proprietária foi informada por uma testemunha que trabalha na região que o responsável pelo dano havia sido um caminhão reboque da Transguard, a serviço da SMTT, que inclusive estava rebocando um veículo que teria cometido infração de trânsito. Apesar de ser informado do dano o carro, o motorista do reboque saiu do local sem prestar qualquer assistência.

A proprietária do carro, que é advogada, apresentou requerimento à SMTT onde constam todas as informações, depoimentos de testemunhas, além de fotos e imagens de câmeras de monitoramento de um estacionamento e oficina que funcionam na região que comprovam a responsabilidade do caminhão reboque.

Apesar de todos os dados coletados, a proprietária afirma que entrou em contato com a gerente local da empresa Transguard, que afirmou que o departamento jurídico orientou para não fazer nenhum acordo ou ressarcimento à motorista lesada.

Em entrevista ao Alagoas 24 horas, Daniela Peixoto se mostrou indignada com o episódio. “Realmente acho isso uma afronta e um desrespeito à própria repartição pública que confia o serviço do órgão (SMTT) enquanto a população é lesada”, avaliou. Em nota, a SMTT informou que A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) esclarece que o processo já foi despachado e encontra-se sob responsabilidade do setor jurídico da Transguard, que é a empresa terceirizada responsável por realizar o guincho e armazenamento dos veículos removidos em Maceió. Após a análise técnica e jurídica, caso realmente seja constatado o dano material no veículo, os reparos serão realizados”.

Cortesia ao AL24h

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações