Médicos retiram implante de jovem que teve couro cabeludo arrancado em kart

Trombose em veias e artérias levou à perda do implante feito em Recife (PE). Débora de Oliveira, de 19 anos, está internada na UTI em Ribeirão Preto (SP) e será submetida a transplante.

Eduardo Tumajan estava com Débora no momento em que ocorreu o acidente de kart em Recife (PE) — Foto: Eduardo Tumajan/Arquivopessoal

O Hospital Especializado de Ribeirão Preto (SP) confirmou na tarde desta segunda-feira (19) que coágulos em veias e artérias prejudicaram o reimplante do couro cabeludo na jovem Débora Dantas de Oliveira, de 19 anos.

Ela perdeu a pele e os cabelos, desde a altura dos olhos até a nuca, em um acidente de kart em Recife (PE). Os tecidos foram reimplantados durante o atendimento de emergência, mas precisaram ser retirados em nova cirurgia, feita em Ribeirão.

Débora está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Especializado desde a noite de domingo (18), após ser transferida em um avião particular do Hospital da Restauração (HR), em Recife, onde estava sendo acompanhada.

“Foi realizada a primeira abordagem cirúrgica imediata, tendo sido constatada a perda do reimplante realizado em Recife, devido à trombose venosa”, informa o hospital. “Paciente está em recuperação na UTI, consciente e orientada”, completa a nota.

O boletim médico informa ainda que Débora será submetida a mais uma cirurgia na quinta-feira (22), como “preparação para as demais etapas do tratamento, com início dos transplantes microcirúrgicos e reconstrução das pálpebras”.

O documento é assinado pelo médico assistente do Hospital Especializado, o cirurgião plástico Daniel Álvaro Alvarez Lazo, e pelo diretor clínico, Olímpio Colicchio Filho, que acompanham a jovem pernambucana em Ribeirão.

Na manhã desta segunda-feira, Débora recebeu a visita do namorado, o microempresário Eduardo Tumajan, que a acompanhou na viagem de Pernambuco a São Paulo. Ele passou a noite na recepção do hospital e disse que pode ficar com a jovem por 30 minutos.

“Ela está feliz de estar viva e sendo bem acompanhada. Todo horário de visita que eu tenho, estou do lado dela”, disse.

Transferência
Débora estava andando de kart com o namorado em uma pista no estacionamento do Walmart, em Boa Viagem, na zona Sul do Recife, quando o cabelo – que era na altura da cintura – soltou da touca e ficou preso no motor.

Por telefone a assessoria de imprensa do hipermercado informou que, desde o acidente, a jovem tem recebido suporte por parte da empresa, por meio do custeio do tratamento e do transporte dela e do noivo.

A pele foi arrancada desde a altura dos olhos até a nuca. A jovem foi socorrida pelo namorado e levada ao HR. Tumajan disse que pegou “o rosto dela na mão”, colocou em uma sacola e correu para levá-la ao hospital.

O reimplante do couro cabeludo foi feito no atendimento de emergência. Os médicos conseguiram recuperar e reimplantar 80% da área atingida. Após a cirurgia, Débora passou por outro procedimento para a retirada de trombos que surgiram.

Na última quinta-feira (15), os médicos do Recife já haviam apontado o risco de o procedimento não funcionar devido ao aparecimento de microtrombos – obstruções nas veias e artérias da área operada. Por isso, foi indicada a transferência para Ribeirão.

Especialista em microcirurgia reconstrutiva e professor assistente do serviço de cirurgia plástica do Baylor College of Medicine, nos Estados Unidos, Marco Maricevich acompanha à distância o caso de Débora e indicou o Hospital Especializado de Ribeirão Preto como o mais recomendado para os procedimentos.

Maricevich já havia afirmado que o caso de Débora é complexo e que a jovem precisará de outras cirurgias, além de ser acompanhada por vários profissionais. O tratamento, ainda segundo o especialista, pode durar anos.

Fonte: G1

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações