Aluno com síndrome de Down é agredido por colegas em escola; veja vídeo

Um aluno com síndrome de Down foi agredido por colegas de uma escola municipal na Água Fria, Zona Norte de São Paulo, no início deste mês. O estudante, de 13 anos, cursa o 7º ano na escola Adolpho Otto de Laet.

Um vídeo gravado no dia 1º de agosto por alunos inconformados com a situação mostra o adolescente sofrendo bullying. Nas imagens, é possível ver o estudante sendo agarrado e depois caído ao chão.

Outros alunos contaram que estudantes dos 7º e 8º anos costumam bater, com frequência, em três alunos considerados especiais.

“Ele estava na sala de aula e os três meninos ficaram importunando ele”, conta a mãe do adolescente vítima de bullying, que disse que o caso registrado no vídeo não foi isolado e procurou a direção da escola.

Segundo ela, as mães dos alunos que fizeram bullying foram chamadas, mas os casos voltaram a se repetir.

A Secretaria Municipal da Educação disse que a situação é inaceitável e cobrou a diretora da escola. Ainda segundo a secretaria, os pais dos alunos que agrediram o adolescente foram chamados na escola.

Síndrome de Down

A síndrome de Down não é uma doença, mas uma condição inerente à pessoa, portanto não se deve falar em tratamento ou cura. Essa condição está associada a algumas questões de saúde que devem ser observadas desde o nascimento da criança. O termo correto é criança com síndrome e criança comum (nunca falar em criança normal).

A síndrome de Down é causada pela presença de 3 cromossomos 21 em todas ou na maior parte das células de um indivíduo. Isso ocorre na hora da concepção. As pessoas com síndrome de Down têm 47 cromossomos no núcleo das células em vez de 46, como é comum. O Brasil possui uma população de 350 mil pessoas com síndrome de Down, são 8 mil nascimentos por ano na proporção de 1 com síndrome a cada 750 nascidos.

Fonte: G1

Veja Mais

1 comentário

  • Rogério says:

    Inadmissível essa situação com o adolescente, ou seja agressão por ele ter Down se os Pais não tem competência de orientar esses moleques que se dizem alunos que a escola os expulsem e vão aprender a respeitar tomando medidas sócio educativas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações