Casal acusado de espancar idoso até a morte é preso em SP

Reprodução / NN1

Maria Angelina Silva, de 30 anos, e José Antônio de Jesus Silva, de 29 anos.

Foi preso em São Paulo, nesta quinta-feira, 22, o casal José Antônio de Jesus Silva, de 29 anos, e Maria Angelina Silva, de 30 anos, envolvidos no espancamento que resultou na morte de um idoso de 72 anos no último mês de Julho em Olho D’ Água das Flores, no Sertão de Alagoas. A ação ocorreu no município de Cândido Mota, distante 430 km da capital paulista.

A vítima, Gildo Maximino de Carvalho, foi agredida a socos e pontapés por José Antonio, na madrugada do dia 25 de julho, em praça pública. A mulher, ficou esperando o companheiro na garupa de uma motocicleta. Toda a ação foi flagrada por câmeras do sistema de monitoramento. Após o cometimento do crime, o casal foi embora.

A prisão aconteceu após articulação da polícia alagoana junto à polícia paulista, após informações de que o casal estivesse escondido naquele município ser repassada ao setor de inteligência. O casal não resistiu à ação policial.

A Polícia paulista também apura a informação de que José Antônio mantinha sua cúmplice no crime, Maria Angelina, em cárcere privado na residência localizada na zona rural. Existe ainda a denúncia de que o homem também a agredia com frequência.

Após a prisão, o casal foi levado até a delegacia do município de Cândido Mota, e aguarda a articulação entre as forças de segurança de Alagoas e São Paulo para a transferência. Não há previsão para a operação.

Gildo Maximino de Carvalho, 72 anos, morto em Olho D’Água das Flores (Foto: Reprodução)

À época do crime, testemunhas contaram aos policiais que pouco depois da meia-noite, o idoso e o acusado discutiram na praça de venda de crepes, e Gildo Maximino já havia sido agredido com chutes naquela ocasião. Uma viatura da Polícia Militar – que passava pelo local – deteve o suspeito, que estava bastante agressivo, e o levou à sede do Grupamento de Polícia Militar. Contudo, ele foi solto logo em seguida.

O idoso teria ido para casa, mas retornou à praça após esquecer as chaves da residência no local. No momento em que Gildo Maximino conversava com um vigia noturno, o acusado retornou ao local conduzindo uma motocicleta e com a mulher na garupa. Ele desceu do veículo e passou a agredir o ancião com socos e chutes sob a alegação que Gildo tinha acionado a PM para prendê-lo.

Leia Também: Polícia Civil identifica acusado de espancar idoso até a morte no interior de AL

O idoso não resistiu aos ferimentos e morreu no local antes de poder ser socorrido.

O acusado teve sua imagem divulgada pela Polícia Civil após ser descoberto que ele era acusado também por tentativa de homicídio, em Itupeva (SP), em 2015, contra uma namorada. Ele ganhou liberdade após pagar fiança e a mulher foi encontrada morta 15 dias depois disto.

Um grupo de empresários de Olho D’ Água das Flores chegou a ofertar uma recompensa de R$ 5 mil para quem soubesse do paradeiro de José Antonio.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações