Dono de empresa de vigilância é procurado após matar a mulher com tiro na cabeça

Inhapi em Foco

O vigilante Erivaldo Vieira de Barros, conhecido como Naldo, é considerado foragido da Justiça. Naldo é o principal acusado de matar a mulher com um tiro na cabeça. O crime aconteceu no dia 25 de julho mas a vítima, Selma Caetano da Silva, 25 anos, morreu no dia 11 de agosto, no Hospital de Emergência do Agreste, após vários procedimentos cirúrgicos.

Selma e Erivaldo viviam juntos há dez anos e têm um filho de sete. O crime aconteceu na residência do casal, no Sítio Serrote das Flores, em Inhapi, cidade do sertão alagoano. Erivaldo está foragido desde o dia do crime e deverá responder por feminicídio.

O delegado Rodrigo Cavalcanti representou pela prisão do suspeito e o mandado foi expedido pela Comarca de Mata Grande. O assassino possuía histórico de violência doméstica.  Segundo a polícia alagoana, Naldo possui uma empresa de vigilância cuja sede é no bairro de Pajuçara, na capital alagoana.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações