Brasil supera Venezuela e está na semifinal do Sul-Americano

Bloqueio triplo do Brasil
(Beto Doloriert/CSV)

A seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu a segunda vitória e está na semifinal do Sul-Americano. Depois de estrear com resultado positivo sobre o Equador, o time verde e amarelo venceu a Venezuela, nesta quinta-feira (29.08), por 3 sets a 0 (25/10, 25/16 e 25/11), em 1h04 de jogo, em Cajamarca, no Peru. O time verde e amarelo é o atual campeão e luta pelo 21º título da competição.

As brasileiras encerrarão a participação na primeira fase às 17h (horário de Brasília) desta sexta-feira (30.08) contra a Argentina. As equipes estão invictas com duas vitórias e já classificadas para semifinal. A partida valerá o primeiro lugar no grupo A. O site www.voleysur.org transmitirá ao vivo.

Brasil, Argentina, Venezuela e Equador estão no grupo A. A chave B é formada por Peru, Colômbia, Uruguai e Bolívia. As equipes se enfrentam dentro dos seus respectivos grupos e as duas melhores de cada passam à semifinal da competição.

A oposta Lorenne foi a maior pontuadora do confronto, com 15 acertos. A central Bia também teve boa pontuação, com 12 pontos.

A partida marcou o retorno da oposta Sheilla à seleção feminina em um jogo oficial. A atacante entrou em quadra ainda no primeiro set e terminou o confronto com dois pontos. A bicampeã olímpica encerrou a partida contra a Venezuela com um ponto de saque. Ao final do duelo, a jogadora comentou sobre a emoção de defender novamente o Brasil em uma competição oficial.

“É muito legal estar em quadra novamente defendendo o Brasil em uma competição como o Sul-Americano. Essas partidas são muito importantes para ganharmos ritmo de jogo. Estou feliz de ter terminado o confronto com um ponto de saque. Agora vamos pensar no duelo contra a Argentina que evoluiu nos últimos anos para terminarmos a primeira fase na liderança do nosso grupo”, disse Sheilla, que não jogava oficialmente pelo Brasil desde os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

A central Carol, que marcou quatro pontos no confronto, comentou sobre o resultado e destacou a evolução dos times sul-americanos.

“Esse campeonato é importante para ajustarmos a nossa equipe. Estamos buscando o título e fico feliz de ver os outros países da América do Sul se desenvolvendo no voleibol. Teremos como próximo adversário a Argentina que é uma equipe mais experiente. Vamos estudar o time delas para terminarmos bem a fase de classificação”, afirmou Carol.

No outro jogo do dia já realizado até o momento, a Argentina venceu o Equador por 3 sets a 0 (25/16, 25/15 e 25/13).

Nesta temporada, a seleção feminina carimbou no início de agosto o passaporte para os Jogos Olímpicos de Tóquio ao terminar o Pré-Olímpico com três vitórias em três jogos. No final de julho, as brasileiras conquistaram a medalha de prata na Liga das Nações. A fase final da competição foi disputada em Nanquim, na China. Na ocasião, três brasileiras entraram na seleção da Liga das Nações. A levantadora Macris, a ponteira Gabi e a central Bia foram eleitas as melhores das suas posições.

BRASIL – Macris, Lorenne, Drussyla, Amanda, Bia e Mara. Líbero – Léia
Entraram – Sheilla, Roberta, Carol, Suelen, Maira
Técnico – José Roberto Guimarães

TABELAS:

Seleção feminina

28.08 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Equador (25/8, 25/9 e 25/10)

29.08 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Venezuela (25/10, 25/16 e 25/11)

30.08 (SEXTA-FEIRA) – Brasil x Argentina, às 17h (Horário de Brasília)

Fonte: CBV

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações